Sexta-feira, 26 de novembro de 2010, atualizada às 19h

Com a internet, televisão e jornal perdem o poder da verdade absoluta 

Aline Furtado
Repórter
Com o avanço tecnológico e a possibilidade de as pessoas se conectarem e se expressarem por meio da internet, as grandes mídias, como é o caso de televisões e jornais, perderam o poder da verdade absoluta. Essa é a opinião do jornalista Laerte Braga, que participa do 1º Encontro Regional de Blogueiros Progressistas, que está sendo realizado na cidade até o próximo sábado, 27 de novembro.

Para ele, as pessoas passaram a questionar mais e participar de maneira mais ativa de mobilizações política, social e econômica. "A internet pode ser descrita como uma ferramenta de transformação revolucionária."

Como exemplo, o jornalista cita a eleição da então candidata Dilma Houssef como presidente da República. "Mesmo diante de uma campanha altamente agressiva que pudemos ver na TV, a candidata venceu, muito graças à contraofensiva desenvolvida na rede, que teve papel fundamental nesse processo."

Ele lembra que a internet só perde espaço para a televisão em algumas regiões do país, mas acredita que, no futuro, informações e a participação das pessoas na rede irão superar a mídia televisiva. "O canal de participação é importante porque é uma forma de as pessoas se expressarem, de emitirem sua opinião, o que pode ser conseguido por meio de blogs, sites, redes sociais etc. A intenção deve ter como foco a reprodução da sociedade e isso o cidadão pode fazer de dentro da sua casa."

Serviço
O 1º Encontro Regional de Blogueiros Progressistas será encerrado neste sábado, 27. A programação do dia traz debates, que serão realizados entre 8h e 15h. Entre os temas tratados estão novas tecnologias, internet e o futuro da comunicação, entre outros.   

Os textos são revisados por Thaísa Hosken

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.