• Assinantes
  • Autenticação
  • Tecnologia

    Capas para smartphones personalizam e protegem os aparelhos

    Existem diferentes tipos no mercado. Enquanto as mulheres buscam modelos coloridos, homens preferem os mais discretos

    Thiago Stephan
    Repórter
    23/6/2012
    Capa para iphones

    De silicone, borracha ou acrílico, transparentes ou coloridas. Em cores mais sóbrias ou bastante chamativas. O que não faltam são opções de capas para quem quer personalizar a aparência do seu smartphone. E este acessório tem também outra função: protege os aparelhos de eventuais quedas ou choques. Os preços variam de R$ 10 a R$ 100, dependendo do material utilizado.

    Bruno Rodrigues trabalha há sete anos na loja do pai, situada em um shopping do Centro de Juiz de Fora, que é especializada em acessórios para os diversos tipos de aparelhos utilizados na comunicação interpessoal. Ele revela que as capas caíram no gosto dos clientes. "O que está saindo muito são as capas coloridas para iphone. Chegaram esta semana e já saíram quase todas. Estão na faixa de R$ 40 a R$ 50", afirma, acrescentando que há modelos com formatos de diversos animais, como porquinho, vaquinha e macaquinho, e até de personagens de desenhos animados.

    Rodrigues revela que estes modelos são mais procurados pelas mulheres. "Muita gente tem os aparelhos, que são muito semelhantes. Elas gostam de diferenciar. Algumas têm até sete capas para escolher qual vai usar", revela. Mas os homens também não ficam atrás na procura, mas optam por modelos diferentes. "Os homens procuram modelos mais discretos. Querem proteger o aparelho, mas sem chamar a atenção. Um dos modelos de capas que eles mais procuram é o anti-impacto, que protege mesmo e custa R$ 100", revela.

    No caso dos iphones, o ideal é que a tela do aparelho fique livre para o manuseio. Mesmo assim, é possível protegê-la. "A gente coloca muitas películas. Elas evitam arranhões e protegem o aparelho. Existem as transparentes e as foscas. No caso das foscas, duram mais e facilitam o deslizar dos dedos. O preço da película é muito mais barato que a tela do aparelho. Seu preço pode variar entre R$ 15 e R$ 40. Já a tela do aparelho pode passar de R$ 300", observa.

    A gerente de uma loja especializada em celulares na galeria Ítala, Alessandra Maciel, também registra grande procurar pelos produtos. Segundo ela, as de coelhinho, por serem em diversas cores, são as que mais são vendidas, cerca de cinco por dia. Elas custam R$ 30. Campeã de vendas também são as imantadas, que grudam nos aparelhos e são encontradas em diversas cores ao preço de R$ 20. Há, ainda, a opção por capas de acrílico, que possuem desenhos típicos de histórias em quadrinhos. Neste caso, o preço é outro atrativo: R$ 10.

    Rodrigues explica, ainda, que outra maneira de personalizar o aparelho é por meio dos aplicativos. "Estes aparelhos têm muitas funções. Algumas pessoas gostam de personalizá-los com diferentes tipos de aplicativos. Um deles, antirroubo, que tira uma fotografia assim que a senha é digitada de forma errada. São aparelhos com tantas funções que as pessoas costumam sentir dificuldade", relata.


    Os textos são revisados por Mariana Benicá

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.