Segunda-feira, 2 de maio de 2016, atualizada às 12h35

Justiça determina bloqueio do WhatsApp a partir das 14h

whatapp


Por determinação da Justiça, as empresas de internet fixa e móvel terão que bloquear, por 72 horas, em todo território nacional, o aplicativo WhatsApp. A medida começa a valer a partir das 14h desta segunda-feira, 2 de maio. Está é a segunda vez que o aplicativo de mensagens será impedido de funcionar no país. Em dezembro de 2015, o serviço saiu do ar devido a uma investigação policial.

As operadoras Claro, Nextel, Oi, TIM e Vivo afirmaram que receberam a ordem judicial e cumprirão o bloqueio. A multa para as empresas de internet que descumprirem a determinação é de R$ 500 mil por dia.

A decisão foi tomada pelo juiz Marcel Montalvão, da comarca de Lagarto (SE). Em março, o mesmo juiz havia determinado a prisão preventiva do vice-presidente do Facebook na América Latina, Diego Dzodan, após a rede social descumprir ordens judiciais em investigações que envolviam o crime organizado e o tráfico de drogas. O Facebook é dono do WhatsApp desde 2014, quando comprou o aplicativo de mensagens pelo equivalente a mais de R$ 50 bilhões.

Quando a Justiça determinou a suspensão do funcionamento do WhatsApp em dezembro de 2015, o bloqueio foi cumprido pelas operadoras, mas não durou as 48 horas previstas. Na época, o desembargador Raimundo Nonato da Costa Alencar, do Tribunal de Justiça do Piauí, derrubou a decisão alegando falta de razoabilidade, uma vez que não era adequado que uma investigação local afetasse milhões de usuários.

Com informações da Folha de São Paulo

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.