• Assinantes
  • Autenticação
  • Tecnologia
    Segunda-feira, 2 de maio de 2016, atualizada às 12h35

    Justiça determina bloqueio do WhatsApp a partir das 14h

    whatapp


    Por determinação da Justiça, as empresas de internet fixa e móvel terão que bloquear, por 72 horas, em todo território nacional, o aplicativo WhatsApp. A medida começa a valer a partir das 14h desta segunda-feira, 2 de maio. Está é a segunda vez que o aplicativo de mensagens será impedido de funcionar no país. Em dezembro de 2015, o serviço saiu do ar devido a uma investigação policial.

    As operadoras Claro, Nextel, Oi, TIM e Vivo afirmaram que receberam a ordem judicial e cumprirão o bloqueio. A multa para as empresas de internet que descumprirem a determinação é de R$ 500 mil por dia.

    A decisão foi tomada pelo juiz Marcel Montalvão, da comarca de Lagarto (SE). Em março, o mesmo juiz havia determinado a prisão preventiva do vice-presidente do Facebook na América Latina, Diego Dzodan, após a rede social descumprir ordens judiciais em investigações que envolviam o crime organizado e o tráfico de drogas. O Facebook é dono do WhatsApp desde 2014, quando comprou o aplicativo de mensagens pelo equivalente a mais de R$ 50 bilhões.

    Quando a Justiça determinou a suspensão do funcionamento do WhatsApp em dezembro de 2015, o bloqueio foi cumprido pelas operadoras, mas não durou as 48 horas previstas. Na época, o desembargador Raimundo Nonato da Costa Alencar, do Tribunal de Justiça do Piauí, derrubou a decisão alegando falta de razoabilidade, uma vez que não era adequado que uma investigação local afetasse milhões de usuários.

    Com informações da Folha de São Paulo

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.