Luciane Ribeiro Luciane Ribeiro 30/3/2011

Check in?

Imagens de viagensCom esta edição, estamos iniciando um novo espaço para os amantes do turismo e para aquelas pessoas que ainda não começaram a realizar este sonho.

Nada melhor, neste primeiro contato, do que falar sobre uma das dúvidas mais frequentes quando se tem uma viagem a vista: como arrumar a bagagem.

Seja para um city tour de um dia pela sua cidade, um passeio no sítio de um amigo, temporada na praia com a família ou grandes excursões nacionais e internacionais, principalmente acompanhado de um grupo eclético, há que se ter muito bom senso, para equilibrar toda a tralha em cima das pequenas rodinhas das malas arrastadas, dentro dos aeroportos e hall dos hotéis.

Cada destino exige do passageiro uma lista especial do que levar para os dias de aventura. Se for para uma cidade histórica, por exemplo, sapato baixo é fundamental. Para a praia, óculos, chapéu e protetor solar. Para áreas bem arborizadas, como sítios ou florestas, sem repelente não entra.

Mas nada disso vale a pena se o passageiro não atentar para o fato de que, primeiro, ele deve preparar a "bagagem interior", independente do seu destino. O viajante é, antes de tudo, um peregrino em busca de "algo novo" que o transforme e o faça voltar para sua origem, com novas perspectivas de mundo, de vida.

Esse "algo novo" só é possível de ser encontrado se nos prepararmos espiritualmente para esta aventura. Para deixar tudo isto bem claro, vamos reproduzir o texto de Márcio Assis, que já viajou por quase todo o planeta:

O que você deve levar na mochila

Da próxima vez que você for fazer sua mochila para viajar, não importa o destino, coloque na sua bagagem os seguintes itens, que lhe garantirão uma feliz jornada:

Ponha na mala muito entusiasmo. Cada lugar que visite é como um pacote de surpresas a ser aberto.

Leve esperança consigo. Viajar com esperança é muito melhor do que chegar.

Empacote humildade e visite pessoas e lugares, tendo sempre respeito e reverência às tradições, culturas e formas de vida.

Carregue bastante senso de humor, pois será essencial para obstáculos e situações adversas.

Empacote tolerância e seja sempre cortês.

Coloque bastante graça na bagagem. Aprecie os singelos gestos de bondade e carinho que você receber durante a jornada, feito por tantos "ainda-não-amigos", o que permitirá que você tenha proveito e conforto em situações e países inóspitos.

Mente aberta é fundamental em qualquer viagem, jamais carregue consigo qualquer preconceito ou discriminação.

Leve bastante curiosidade e lembre-se, não é a distância que você percorrer que marcará a sua jornada, mas sim o quão profundo for e o tanto de amigos que fizer pelo caminho.

Viaje com muita imaginação e sem medos, exclua timidez e preocupações da sua bagagem.
Carregue paciência, pois leva tempo para entender outros, seja flexível e adaptável a todas as situações, ainda mais se houver barreira de cultura e idioma.

Viaje relaxado, tranquilo e com o espírito de cidadão do mundo, você vai perceber que no final, as pessoas são praticamente iguais em todo o planeta.

Aproveite e saboreie cada segundo e cada pôr do sol, sempre se lembrando de suas raízes.

Durma e fique off-line somente o mínimo necessário.

Viaje devagar, aviões são feitos pra chegar ao destino e não para ver lugares. Tire tempo pra absorver a beleza e inspiração de uma montanha ou uma catedral.

Carregue somente o necessário, o básico, e lembre-se, você não está viajando para ser visto pelos outros.

E por fim, não se preocupe com o peso dos itens sugeridos no texto, pois eles jamais gerarão excesso de bagagem.

Depois disso, fica bem mais fácil arrumar a mala, não é mesmo?

Bom, nos encontramos, em breve, em nossa próxima viagem...


Luciane Ribeiro
é diretora da Agência de Viagem Buttlerfly Tour

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.