Melhores meses e dias para viajar com economia Anote as dicas para fazer suas economias renderem mesmo em viagens, para locais considerados de alta temporada



Renata Cristina
Repórter
09/01/2007

Final de dezembro, início de janeiro. Praias lotadas, estradas movimentadas, aeroportos abarrotados... e tudo o que você queria era viajar. Faltou planejamento, disponibilidade na agenda e também dinheiro. As crianças ficam impacientes dentro de casa, a cidade em que se vive não oferece opções muito criativas de diversão? Sentiu na pele este quadro? Não desanime. Ainda há tempo para curtir o verão.

Ilustração Fellipe Elias

Para quem pensa que deve gastar uma grande quantia em uma viagem de última hora, enganou-se. Em geral, quem deixou de se organizar pode contar com a sorte e faturar pacotes de desistentes. A grande verdade é que, quem planeja tem um universo de opções a preços diversos e com boas opções de pagamento. É claro que roteiros disputados não entram no quesito "bom preço" para os turistas de última hora, mas se você escolher locais "menos cotados" no verão, como Gramado e Canela, no Rio Grande do Sul, Campos do Jordão, em São Paulo e Caldas Novas, em Goiás, pode ser que dê sorte.

Foto Praia Ilustrativa A agente de viagens Mônica Campos (foto ao lado) aconselha aos turistas a optarem pela última semana de janeiro. Os motivos? "Nesse período, o preço dos pacotes caem em 30%", revela. Tudo isso, porque o período escolar começa na semana seguinte e muita gente prefere não arriscar em sair com a criançada nessa época.

Outros pontos importantes, para aqueles que não querem deixar de viajar, é colocar na lista os hotéis com preços mais econômicos ou avaliar se alguns deles oferecem descontos para famílias, como no caso de crianças abaixo de cinco anos. Alguns detalhes como guias, número de refeições no hotel e transportes também podem fazer a diferença.

Pé na estrada

Foto Praia Ilustrativa Uma boa estratégia para reduzir os custos e ainda pegar a última semana de janeiro é optar pela viagem com o próprio carro. "Uma família de três pessoas que sai de Juiz de Fora em direção a Porto Seguro economiza R$ 2 mil em transporte aéreo", analisa Mônica. De acordo com a agente de viagens, o pacote para três pessoas sai, em média, por R$ 3 mil, com passagem aérea e hotel com diária incluindo café da manhã. Já a reserva para o mesmo grupo com apenas o hotel fica em torno de R$ 1 mil, escolhendo uma acomodação simples.

Na verdade, todos sabem do conforto de se viajar de avião, no entanto, há vantagens no passeio de carro, como uma maior flexibilidade para conhecer os locais durante o trajeto. "Em tempos de crise nos aereportos, muita gente decidiu viajar com o próprio carro e acabou economizando", garante Mônica.

Mesmo fazendo a opção pelas estradas, a agente orienta que os pacotes no estilo "Viaje com seu carro" oferecem todas as facilidades de uma compra tradicional. Guias, city tour, traslados estão disponíveis para quem deseja relaxar ou conhecer mais sobre o lugar a ser explorado, mas encarecem a viagem à medida em que se aumentam as regalias.

Viagens internacionais
Foto Praia Ilustrativa

Embora muita gente pense que a alta temporada no Brasil não corresponde a lugares gélidos no exterior, a verdade é que de dezembro a janeiro as operadoras de turismo brasileiras tarifam as viagens internacionais como tal. A justificativa é a disponibilidade maior de pessoas na época de férias escolares no Brasil e em parte do mundo.

Se mesmo sabendo que o preço não será seu aliado nessa hora, uma viagem para a América Latina, como Buenos Aires ou Santiago sai no mesmo valor de uma ida a Porto de Galinhas, nessa época. Mas não se iluda! As condições dos pacotes nacionais, como acomodação, guia e refeições são melhores do que as dos mesmos preços no exterior.

Dicas para as férias

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.

Arquivo

Ver mais...