• Assinantes
  • Autenticação
  • Turismo


    Dicas para levar sua câmera digital na viagem Saiba como proteger sua máquina de corriqueiros danos do verão e
    se livre de futuros gastos com consertos. Anote as dicas de quem entende


    Thiago Werneck
    Repórter
    12/01/2007

    Fotos, flashs e a futura lembrança de momentos inesquecíveis. Características do equipamento número 1 de um bom turista: a câmera fotográfica. Mas será que você tem cuidado bem dela? Basta seguir recomendações simples, para evitar que sua máquina tenha que parar no conserto.

    Metade dos consertos em câmeras digitais, em janeiro e dezembro, acontecem por de falta de cuidado com a máquina, principalmente em viagens para praia. Areia dentro do equipamento e estragos feitos pela água são comuns e podem pesar no bolso.

    As peças das câmeras digitais, por exemplo, são importadas e custam caro. Em alguns casos, uma limpeza para tirar areia da máquina pode custar até R$ 150. Se você quer poupar seu bolso desse gasto, a primeira dica é deixar a câmera longe da água. "Se ela entra no equipamento pode oxidar alguma placa. Quando isso acontece, a solução é comprar outra peça, o que não sai barato", afirma o proprietário de uma loja de manutenção em câmeras digitais, Deivid da Costa (foto abaixo).

    Por isso, nada de tirar fotos de dentro do mar para registrar as ondas ou qualquer outra paisagem. O ideal é ficar longe da água. Se estiver com a mão molhada, arranje um jeito de secá-la antes de pegar a máquina. "É comum pessoas que estão com a mão ainda molhada, saírem da piscina ou do mar e irem tirar fotos e elas correm o risco de estragar a câmera", diz o sócio de Deivid, Maurício da Rocha.

    Foto de máquina em conserto E todo cuidado é pouco. Na praia, deixar a câmera em cima da mesa também é um risco: a maresia e o vento podem estragar o equipamento. "A máquina tem sensores muito sensíveis e um grão de área pode travar seu funcionamento. Se tiver ventando forte, um deles pode danificar a câmera. Esses casos acontecem aqui direto", conta Maurício.

    Seguindo a regra dos fabricantes, o ideal seria sequer levar a máquina para uma praia, porque mesmo evitando esses problemas, a maresia e a umidade podem iniciar um processo de oxidação de alguma placa. "Para câmera é bom ficar longe da praia", mas para quem não resiste, uma necessaire pode resolver o problema. "É a bolsa que a gente sempre recomenda. Usou a câmera, em seguida tem que guardá-la em bolsa bem fechada para evitar problemas"

    A necessaire é indicada porque fica bem vedada por causa do fecho. "O pessoal acha que a bolsinha da máquina protege, mas ela é só para transporte. Se cair água nela, por exemplo, afeta a câmera também", explica Maurício.

    As recomendações servem para qualquer equipamento eletrônico. Outro que costuma apresentar problemas em casos como esses da câmera fotográfica é o celular. Maurício ressalta que o melhor é prevenir já que a manutenção não é barata. "Só uma peça de uma câmera mais moderna chega a custar R$ 800. Uma limpeza para retirar pode sair por R$ 50 ou até R$ 150 dependendo da marca e modelo da máquina".

    Foto de máquina em conserto Foto de Deivid
    Resumo das dicas (veja vídeo)
    • 1º Deixar a câmera longe da água
    • 2º Enxugar as mãos antes de pegar a máquina
    • 3º Assim que terminar de usar guardá-la em bolsa bem vedada
    • 4º Nunca deixar a câmera exposta na praia
    A Melhor Internet Está Aqui

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.