Embate na ferrovia De um lado, autoridades regionais defendem a volta do trem de passageiros na região. De outro, o prefeito Alberto Bejani pede a transposição da linha férrea



Renata Cristina
01/12/2006
Assista ao vídeo do discurso do presidente do Amigos do Trem, Paulo Henrique Nascimento. Dê também a sua opinião: Você é a favor do retorno do transporte ferroviário de passageiros na região? Envie seu e-mail



Audiência na Câmara Municipal de Juiz de Fora

No mesmo dia em que defensores da volta do trem de passageiros se reuniram em audiência pública na Câmara Municipal (clique e leia a matéria!), para discutir sobre a implantação deste projeto no trecho entre Matias Barbosa e Barbacena, o prefeito Alberto Bejani encaminhou uma nota oficial ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, solicitando a transposição da via férrea que cruza o centro de Juiz de Fora.

A medida serviria para conter a interrupção de trafégo de veículos no centro da cidade. De acordo com estudos elaborados por técnicos da Prefeitura, o novo percurso começaria na margem do Rio Paraibuna, logo abaixo de Matias Barbosa, seguindo o vale do Rio do Peixe, até a região de Humaitá, só retornando a Juiz de Fora na altura da DaimlerChrysler.

Desta forma, o grande sonho de trazer o passeio turístico e o transporte de passageiros para os municípios de Matias Barbosa, Juiz de Fora, Ewbank da Câmara, Santos Dumont e Barbacena cairia por terra. Principalmente, no que diz respeito ao circuito turístico, já que os interessados teriam que passar pelo centro das cidades para visitar museus e pontos de relevância para a região.

Embora o presidente da OSCIP Amigos do Trem, Paulo Henrique do Nascimento, tenha enfatizado que "não queria nem pensar em uma transferência da linha férrea para outro lugar", em entrevista ao portal ACESSA.com em 23 de fevereiro deste ano, ele declarou que o pedido do Prefeito não altera a viabilidade do projeto, elaborado pelas Universidades Federais de Viçosa e Juiz de Fora. "A prefeitura e o Ministério dos Transportes possuem técnicos capazes de avaliar o que será melhor para a cidade", acredita.

Até o fechamento desta matéria, o prefeito Alberto Bejani não havia se pronunciado sobre o assunto.

Leia a nota oficial publicada na última quinta, dia 30 de novembro:

    Ofício protocolado no dia 29 de novembro, pelo prefeito de Juiz de Fora, Alberto Bejani, no gabinete do Excelentíssimo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva.

    Excelentíssimo Senhor
    Luiz Inácio Lula da Silva
    DD. Presidente da República Brasília DF

    Excelentíssimo Senhor Presidente,
    Com os meus cordiais cumprimentos, solicito a Vossa Excelência analisar a possibilidade de elaboração de um ato autorizando o DNIT – Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes – a abrir processo para transposição da via férrea que cruza o centro desta cidade. O novo percurso começaria, de acordo com estudos elaborados por técnicos desta Prefeitura, na margem do Rio Paraibuna, logo abaixo de Matias Barbosa, seguindo o vale do Rio do Peixe, até a região de Humaitá, só retornando a Juiz de Fora na altura da DaimlerChrysler.

    Esta medida visa a resolver o problema de interrupção do tráfego na cidade, que atualmente fica paralisado por cerca de 4 horas por dia, sem contar com o aumento da circulação das locomotivas que a MRS vem programando para os próximos anos.

    Certo de contar com a imprescindível e valiosa colaboração de Vossa Excelência para concretização dos planos de desenvolvimento da cidade, principalmente no que diz respeito à melhor ordenação de uso do solo urbano, antecipo agradecimentos, renovando protestos de admiração.

    Atenciosamente,

    ALBERTO BEJANI
    Prefeito de Juiz de Fora

Leia mais:
  • Nos trilhos da discórdia

    Conteúdo Recomendado

  • Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.