Novas regras para overbooking Anac sugere compensação de até R$ 1.200 para venda de passagens acima da capacidade do avião. Resolução está sob consulta pública



Fernanda Leonel
Réporter
25/05/2007

O famoso overbooking, venda de bilhetes aéreos acima da capacidade do avião, pode ganhar novas regras para tentar amenizar o desconforto dos passageiros que perdem seus compromissos ou ficam mais tempo que o esperado no aeroporto.

Isso porque a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) deve criar novas regras para o incidente. A resolução está sob consulta pública e prevê compensações para os passageiros de R$ 300 a R$ 1.200, de acordo com o tempo de atraso para a chegada ao destino final. A despesa deve ser paga pelo transportador.

Em Juiz de Fora, a Pantanal Viagens, empresa que opera no Aeroporto da Serrinha, garante que esse tipo de procedimento não acontece nos vôos com destino ou chegada na cidade. Segundo o representante comercial da empresa em JF e região, Moacir Miranda, desde o início das operações da empresa, nenhum caso foi registrado.

No entanto, ele analisa como positiva a possível mudança na regra para a venda de passagens acima da capacidade do avião. De acordo com Moacir, quem pratica overbooking certamente deve ter dinheiro para sanar o prejuízo dos passageiros.

Outra mudança prevista, que está em consulta pública, é o fato do passageiro ganhar o direito de escolher se prefere o reembolso da passagem, o embarque no próximo avião, ou a remarcação do bilhete aéreo para outra data ou local.

A consulta pública acontece no site da Anac até o dia 25 de junho.


Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.

Arquivo

Ver mais...