Trilha ecológica homenageia árvores centenárias Museu Mariano Procópio lança projeto de divulgação
sobre os "Tesouros do Parque"



Renata Cristina
Repórter
19/06/2007

Em tempos de aquecimento global e inúmeras discussões sobre o meio ambiente, as árvores se transformam em preciosos elementos de conscientização. Pensando nisso, o Departamento de Planejamento e Manejo do Museu Mariano Procópio criou o projeto "Tesouros do Parque", que a cada mês homenageará uma árvore centenária.

A área verde do Museu foi implantada em 1861, quando Mariano Procópio iniciou a construção de sua casa. Cerca de 10% do jardim é composto de plantas exóticas trazidas do Jardim Botânico do Rio de Janeiro. O restante corresponde a flora nativa.

De acordo com os organizadores, durante a Trilha Ecológica uma espécie deve ser destacada pelos guias. O primeiro da lista será o coqueiro, conhecido também como arioba, mari-rosa, baba-de-boi-grande ou juruá. Mais onze árvores estão na lista, como a Jabuticaba branca, o Jatobá, a Paineira e o Pau-Brasil.

"Esta palmeira tem uma importância ecológica relevante, pois é típica da Mata Atlântica de Minas Gerais e Espírito Santo. Já recebemos até visitas de pesquisadores internacionais que procuravam a espécie", revela Maria das Graças Duarte, bióloga do Departamento de Planejamento e Manejo do Parque.

Os participantes vão conhecer as características científicas das espécies e se divertir com os mitos e contos populares sobre a flora brasileira. Os interessados em fazer a trilha ecológica do Museu Mariano Procópio podem entrar em contato através do telefone: (32) 3690-2004. O passeio é gratuito.


Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.