Sexta, 31 de agosto de 2007, atualizada às 16h20

Plantas do Parque Mariano Procópio também formam roteiro turístico


Priscila Magalhães
Repórter

O Parque Mariano Procópio, um dos pontos turísticos de Juiz de Fora, promove o projeto Tesouros do Parque. A iniciativa comemora o mês do meio ambiente, enquanto divulga as espécies históricas e raras presentes no local.

Entre as plantas centenárias estão o Pau-Brasil, a Jabuticaba branca, o Jatobá e o Angico Vermelho. A chefe do Departamento de Planejamento e Manejo do Parque, Graça Duarte, diz que na flora do local existem muitas riquezas que não podem ser deixadas de lado.

A Camélia é uma das espécies a receber destaque. É comum do século XIX e foi símbolo do movimento abolicionista no Brasil. Cultivada nos quilombos, a planta representava a consciência negra.

"As Camélias do Parque têm 140 anos. Elas foram plantadas por Mariano procópio e Dom Pedro II, em ocasião da visita do Imperador. Como elas estão em risco de acabar por causa da idade, estamos plantando mudas novas próximas a estas", explica Graça.

Ao todo, 12 plantas da Parque serão destacadas com um laço vermelho. Placas explicativas serão colocadas próximas a elas e vão contribuir para mostrar aos visitantes a importância de cada uma delas.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.