Sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013, atualizada às 16h20

Cerca de 80 mil pessoas devem passar pelo Terminal Rodoviário de Juiz de Fora

Andréa Moreira
Repórter
Terminal Rodoviário Miguel Mansur

O Terminal Rodoviário Miguel Mansur já apresenta um aumento no movimento. A expectativa é de que 80 mil pessoas passem pela rodoviária no período entre a última quinta-feira, 7 de fevereiro, e o dia 17 deste mês. Apesar de esse número ser 45% superior aos dias normais, é menor do que o registrado no período do Carnaval de 2012, quando 86 mil usuários utilizaram o terminal. "Acreditamos que o tempo chuvoso e a opção, de algumas pessoas, de utilizarem o próprio veículo tenham reduzido o número de passageiros," ressalta o gerente de trânsito da Sociedade Nacional de Apoio Rodoviário e Turístico (Sinart), empresa que gerencia a rodoviária, Artur Rodrigues Bittencourt.

Para atender à demanda, as empresas irão disponibilizar 122 carros extras, entre os dias 7 e 11 de fevereiro, destaca Bittencourt, lembrando que ainda há passagens para quem deseja passar o Carnaval em outra cidade. "Caso a demanda de passageiros aumente, as passagens serão disponibilizadas para mais carros extras, porém, em horários estipulados pelas empresas", afirma.

O gerente de trânsito revela que mais uma vez os destinos mais procurados pelos juiz-foranos são os litorais fluminense e capixaba. "A Região dos Lagos também está entre as preferidas neste Carnaval."

Dicas

Para que o passageiro faça uma viagem tranquila, Bittencourt ressalta alguns pontos essenciais. "O ideal é que a pessoa embarque no Terminal Rodoviário, pois lá existem os órgãos de fiscalização competentes. Sendo que o ideal é chegar com pelo menos uma hora de antecedência."

A bagagem é outro item que merece atenção. "Colocar o nome, o número de telefone ou até mesmo uma fita colorida na mala, facilita a identificação, ainda mais em casos de extravio", diz.

Por fim, portar documentos de identidade tanto para crianças quanto para adultos é fundamental para a realização e de qualquer viagem, como ressalta o gerente. "Os menores de 12 anos devem ter um documento original, como a certidão de nascimento, por exemplo, ou uma cópia autenticada. Quando as crianças não viajam com algum parente direto, como pais ou avós, é necessário que, além da documentação, tenham também uma autorização do Juizado da Infância e Juventude."

Os textos são revisados por Juliana França

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.