• Assinantes
  • Autenticação
  • Turismo
    Quarta-feira, 12 de agosto de 2020, atualizada às 10h05

    Hotéis e restaurantes em Conceição de Ibitipoca voltam a funcionar com restrições

    Angeliza Lopes
    Repórter

    Os hotéis, pousadas e restaurantes do distrito de Conceição do Ibitipoca, em Lima Duarte, na Zona da Mata mineira, voltaram a funcionar esta semana, depois de mais de quatro meses fechados, devido a pandemia do novo coronavírus. No entanto, o retorno gradativo impõe aos estabelecimentos comerciais e hoteleiros adequação em relação a diversos protocolos e restrições para evitar a transmissão do vírus. A prefeitura chegou a proibir a entrada de turistas, desde março, por causa da pandemia.

    A medida acontece após a adesão do município, no último sábado, 8 de agosto, ao programa Minas Consciente, e se enquadra na onda amarela que permite a reabertura de parte dos serviços não essenciais, como lojas de roupa, salões de beleza, papelarias, além dos bares, restaurantes e hotéis. Até terça-feira, 11, Lima Duarte tinha 134 casos e oito mortes confirmadas da doença. A cidade ainda abriga o Parque Estadual do Ibitipoca. A unidade de conservação segue fechada pelo governo de Minas.

    Segundo o secretário municipal de Saúde, José Renato Duque, o município aderiu ao Minas Consciente, possibilitando a abertura das atividades hoteleiras. Ele explica que mesmo que o turismo não esteja contemplado na onda amarela, as pousadas, hotéis e afins em Ibitipoca poderão funcionar seguindo os protocolos sanitários de combate e prevenção ao contágio da Covid-19. "O intuito da Prefeitura em aderir ao programa é possibilitar a retomada das atividades econômicas com as devidas precauções, desta forma a economia poderá caminhar juntamente com a saúde", afirma o secretário.

    Pousadas e hotéis

    Para a atividade hoteleira, os estabelecimentos só estão autorizados a usar 50% da capacidade de atendimento. Ainda será restringida a permanência dos hóspedes nos ambientes coletivos, como salões de convivência e halls. Caso utilize, é obrigatório o uso de máscara. O decreto municipal recomendou que os turistas sejam divididos em quatro grupos.

    O grupo 1 são de hóspedes que pertencem ao grupo de risco; o grupo 2 envolve os demais hóspedes; o grupo 3 reúne pessoas que sejam profissionais de saúde em contato com pacientes com diagnóstico positivo para o coronavírus; e por último, o grupo 4, são os hóspedes com suspeita ou diagnóstico de coronavírus.

    Conforme o decreto, caso o hóspede tenha suspeita ou for diagnosticado para Covid-19, a pousada deverá notificar ao município, com recomendação do seu isolamento por dez dias, contados a partir da data do início dos sintomas, além de mais 72 horas até sua melhora.

    Pelos próximos 28 dias, a cidade seguirá somente com esses estabelecimentos autorizados a funcionar. O Minas Consciente estabelece que após esse período, é realizada a avaliação sobre o impacto da reabertura no número de casos da doença. Caso seja permitido, o município avança para a onda verde, com a reabertura dos atrativos turísticos, eventos, museus e diversos outros serviços.

    Bares e restaurantes

    O decreto determina diversas restrições para o funcionamento dos restaurantes, bares e lanchonetes durante a vigência da onda amarela. Além de proibir self-service e uso das calçadas, ruas e praças, os estabelecimentos não poderão oferecer atividades de entretenimento, como shows. O consumo no local fica liberado de segunda-feira a sábado, já domingo, o atendimento será apenas com entrega em domicílio (delivery). Ainda é exigido o distanciamento de dois metros entre cada mesa e uso de apenas 50% da capacidade.

    Nos estabelecimentos localizados ao longo da BR-267, os clientes só podem permanecer por no máximo 40 minutos e o funcionamento fica restrito entre 6h e 22h.

    As outras atividades comerciais não essenciais autorizadas podem abrir de segunda a sexta, das 7h às 18h, e sábados, domingos e feriados, das 7h às 12h.

    Os serviços de transporte de passageiros coletivo e individual poderão funcionar com redução de 50% da capacidade máxima de ocupantes. Os passageiros são obrigados a usar máscaras.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.