Vestibular de inverno Das dez faculdades particulares, em Juiz de Fora, nove abrem seleção para vestibular no meio do ano. Três já divulgaram edital

Sílvia Zoche
Repórter
12/05/2005

Se antes as opções de ensino superior, em Juiz de Fora, restringiam-se apenas à Universidade Federal (UFJF) e a quatro faculdades particulares (CES/JF, Granbery, Machado Sobrinho e Vianna Júnior), quem acompanha a vida acadêmica percebeu que o número de instituições aumentou mais de 50% de uns três anos pra cá. Atualmente, existem dez opções (clique aqui) de faculdades privadas. Dessas, nove oferecem vestibular no meio do ano. A particular que não faz vestibular de inverno é a faculdade Machado Sobrinho. E, neste mês de maio, três já marcaram as datas dos vestibulares (veja na agenda).

Concorrência

Se, por um lado, o aumento de faculdades é considerado positivo porque possibilita a vinda de novos cursos, por outro, cresce o número de concorrentes no mercado de trabalho e Juiz de Fora não consegue absorver todo mundo, tendo a maioria que buscar empregos em outros locais ou conviver com a triste situação do desemprego. Por isso, o empenho do aluno é importante para se destacar durante a faculdade e, mais tarde, na profissão.

Além de cursos tradicionais, as novas faculdades trouxeram opções em diferentes áreas, que anteriormente só eram possíveis cursar nas capitais, tais como: Estética e Imagem Pessoal, Turismo e Hotelaria, Gestão de Organizações Hospitalares, Gestão Ambiental Urbana, Desenvolvimento Web e Comércio Exterior, entre outras. Medicina, Direito, Fisioterapia e Comunicação Social, antes encontrados somente na UFJF*, agora também não são mais exclusividade.

O curso de Direito, por exemplo, é oferecido em seis instituições particulares e em uma federal. Antes, era somente em duas. A UFJF* oferecia cem vagas e o Vianna Júnior, 300. Hoje, a oferta é bem maior. A UFJF* possui 180 vagas; o Vianna, 330; a Doctum, 160; Unipac, 60; Estácio de Sá, 100; e a Universo, 200 vagas e o Granbery, 120 . Ou seja, no final de um ano Juiz de Fora forma 1.240 advogados, quase três vezes mais do que formava antes da instalação das novas faculdades.

O mesmo acontece, por exemplo, com curso como Comunicação Social. Se antes eram oferecidas 50 vagas, agora com o curso noturno e as outras faculdades o total de jornalistas que formam por ano chega a 500 profissionais. Já Engenharia, Odontologia, Arquitetura e Urbanismo, Artes e Física ainda são exclusivos da Universidade Federal de Juiz de Fora.

Veja alguns cursos oferecidos em diferentesfaculdades
  • Fisioterapia: Estácio de Sá, Suprema, UFJF*, Unipac e Universo
  • Medicina: Suprema, UFJF*
  • Psicologia: CES/JF e UFJF*
  • Informática ou Sistemas de Informação ou Análise de Sistemas: CES/JF, Estácio de Sá, Facsum, Granbery, Unipac e Universo
  • Turismo: Estácio de Sá, Facsum, UFJF*, Unipac e Universo
  • Enfermagem: Estácio de Sá, Suprema, UFJF*, Unipac e Universo
  • Letras: CES/JF, UFJF* e Universo
  • Pedagogia: CES/JF, UFJF* e Universo
  • História: CES/JF, UFJF* e Universo
  • Geografia: CES/JF, UFJF* e Universo
  • Matemática: CES/JF, UFJF* e Universo
  • Teologia: CES/JF
  • Normal Superior: Granbery, Unipac
  • Ciências Contábeis: Facsum, Machado Sobrinho*, Unipac e Universo
Número total de vagas em três cursos
Comunicação Social
Estácio de Sá 200
Facsum 100
UFJF* 100
Unipac 60
Universo 120
Total 580
Administração
Estácio de Sá 400
Granbery 50
Facsum 300
Machado Sobrinho* 300
UFJF* 100
UNIPAC 60
Universo 240
Total 1450
Educação Física
Granbery 100
Suprema 60
UFJF* 80
Unipac 60
Universo 200
Total 500

* Faculdade e universidade com vestibular somente no fim de ano

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.