• Assinantes
  • Autenticação
  • Educação

    2º lugar mineiro na OBMEP mora em JF


    Alexandre Chapiro acredita que participar de Olimpíadas de Matemática, Física e Astronomia ajuda na hora de estudar para o vestibular

    Sílvia Zoche
    Repórter
    02/06/2006

    Dê sua opinião sobre participar de Olimpíadas, clicando no ícone ao lado. Você participaria, mesmo não gostando de Matemática? Participe!

    Opine!

    Participar de uma Olimpíada de Matemática parece não ser para qualquer um. Alexandre Chapiro não concorda. Na opinião dele, um estudante de 16 anos, participar de eventos como este contribui para melhorar o desempenho no colégio, inclusive para ter mais segurança no vestibular, "mesmo que a pessoa não goste muito, eu aconselho". Mas ele, que vai estudar para o Módulo III do PISM, esclarece que o estilo de prova é diferente. "A Olimpíada é mais fácil, porque o que a gente usa, basicamente, o raciocínio. No vestibular são exercícios específicos, que você estuda em sala", diz.

    Ele fala com experiência de quem já participou quatro vezes de olimpíadas: duas vezes na de Física, uma na de Astronomia e também uma na 1ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP). Esta última lhe rendeu um excelente resultado: o segundo lugar, em Minas Gerais e 9ª colocação no Brasil, no nível 3, em que compete, que é do Ensino Médio. Somando os três níveis (de 5ª série do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio), Alexandre acredita que tenham participado 10 milhões de estudantes.

    No dia 9 de junho (sexta), Alexandre vai à Brasília receber a premiação das mãos do presidente Lula. Na verdade, ele não sabe muito bem o que vai ganhar. "Não sei vai ser bolsa de estudos e curso de matemática. No dia da viagem, vou saber", diz. O certo é que seu nome esta na lista, no site da OBMEP, daqueles que receberão uma medalha de ouro e uma bolsa de inciação cientìfica Jr. (CNPQ).

    Este ano, ele quer fazer a Olimpíada, mais uma vez. "É legal, você aprende coisas novas. Às vezes, você vê uma questão na prova que ficou com dúvida e depois esclarece com o professor", explica. Se ele estuda muito para estas competições? Ele ri, um pouco tímido, e responde que nem tanto. "Nas outras, olhava as provas anteriores. Na da OBMEP, como foi a primeira, fiz a prova que tinha de exemplo no site".

    Facilidade nata

    Alexandre fala o português fluentemente, porque mora e estuda em Juiz de Fora desde a 1ª série do Ensino Fundamental. Mas ele nasceu na Rússia, assim como seu irmão - oito anos mais velho - e seus pais. Em casa, a conversa flui, naturalmente, em russo. Além dessas duas línguas, ele fala mais três, "desde pequeno" e mantém o inglês e o francês fazendo cursos.

    A facilidade na área de exatas também vem da influência de casa. Os pais de Alexandre são físicos e o irmão também ingressou na área de Exatas. "Acho que a convivência ajuda sim". Tanto que pensa em seguir a mesma trajetória do irmão. "Quero fazer faculdade de Matemática ou de Economia aqui na UFJF mesmo. Depois, quero fazer um mestrado e doutorado, de preferência no IMPA - Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada -, como meu irmão. Mas isso, se eu conseguir, né? Porque é difícil. Já me indicaram também a Fundação Getúlio Vargas", conta.

    Apesar de não ter dificuldade em outras matérias, Alexandre confessa que não é muito fã de disciplinas que não se referem a Exatas. Mas deixa claro que suas notas são boas e exemplifica. "Na Biologia, gosto de Genética". Não é "fã" de Português e Literatura, mas gosta de ler livros. Sua dica é chegar em casa e revisar o que foi dado dentro de sala, no mesmo dia das aulas.

    Hora para o lazer não falta. "É a maior parte do tempo", brinca. Ele faz judô e adora os jogos de computador. Um adolescente normal como os outros, que leva a vida tranqüilamente, mas com responsabilidade.

    Opinião


    Você participaria de uma Olimpíada, mesmo não gostando de Matemática
        SIM
          NÃO
       

    ATENÇÃO: o resultado desta enquete não tem valor de amostragem científica
    e se refere apenas a um grupo de visitantes do JF Service.

    Leia mais:

  • Hugo Fonseca Araújo foi selecionado para participar da XI Olimpíada
    Internacional de Astronomia na Índia
  • Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.