O que você pode fazer como médico


Depois de formado, escolher uma especialidade é uma entre várias possibilidades de atuação do profissional da Medicina. Além do trablaho clínico, um médico também pode atuar no apoio diagnóstico, em cirurgias e até no ramo da medicina desportiva. Além dessas opções, há ainda a medicina legal e a medicina social, que se suddivide em medicina comunitária e sanitária e medicina do trabalho. Veja no quadro abaixo.

Medicina desportiva
curar doenças e lesões decorrentes da prática esportiva, orientar atividades físicas e trabalhar com preparadores e fisioterapeutas
Apoio diagnóstico
usar aparelhos de ressonância nuclear magnética, ultra-som e cateterismo para avaliar problemas em órgãos internos
Medicina legal
examinar lesões, fazer investigação de paternidade, autopsiar cadáveres para determinar a causa da morte
Medicina cirúrgica
fazer cirurgia geral ou especializada em cabeça e pescoço, cardiovascular, pediátrica, plástica, torácica, vascular ou neurocirurgia
Medicina social
prevenir e tratar doenças em grupos definidos, como crianças, idosos e trabalhadores. Nesta área, há especialidades em medicina comunitária e sanitária - com medidas que atinjam grandes segmentos da população - ou em medicina do trabalho que cuida de doenças provocadas por atividades profissionais

Medicina clínica
diagnosticar e tratar doenças em diferentes áreas.
Na clínica, o médico opta entre as várias especialidades:
  • Alergia e Imunologia (mecanismos de defesa do organismo)
  • Anestesiologia (uso de substâncias anestésicas para aliviar dores e fazer cirurgias)
  • Angiologia (artérias e veias)
  • Broncoesofagologia (brônquios e esôfago)
  • Cancerologia ou Oncologia (câncer)
  • Cardiologia (coração)
  • Citopatologia (células)
  • Dermatologia (doenças de pele)
  • Eletroencefalografia (ondas elétricas cerebrais)
  • Endocrinologia e Metabolia (distúrbios hormonais e metabólicos)
  • Endoscopia (diagnóstico por fibra ótica)
  • Fisiatria (tratamentos à base de calor, eletricidade e outros agentes físicos)
  • Foniatria (distúrbios da fala)
  • Gastroenterologia (aparelho digestivo)
  • Genética Clínica (doenças genéticas)
  • Geriatria e Gerontologia (envelhecimento)
  • Ginecologia (aparelho reprodutor feminino)
  • Hanseniologia (lepra)
  • Hematologia (sangue)
  • Hemoterapia (uso terapêutico do sangue)
  • Infectologia (doenças infecciosas)
  • Nefrologia (rins)
  • Neurofisiologia (transmissão elétrica do sistema nervoso)
  • Neurologia (sistema nervoso)
  • Nutrologia (nutrição)
  • Obstetrícia (gravidez e parto)
  • Oftalmologia (olhos)
  • Ortopedia e Traumatologia (ossos e músculos)
  • Otorrinolaringologia (ouvidos, nariz, boca e garganta)
  • Patologia Clínica (exames de laboratório)
  • Pediatria (doenças infantis)
  • Pneumologia (pulmões)
  • Proctologia (ânus e reto)
  • Psiquiatria (doenças mentais)
  • Radiologia (exames com imagens radiográficas)
  • Radioterapia (tratamento por meio de radiação)
  • Reumatologia (cartilagens e articulações)
  • Sexologia (atividades sexuais)
  • Terapia Intensiva (tratamento intensivo de pacientes)
  • Tisiologia (tuberculose)
  • Urologia (vias urinárias)

  •         Fonte: Guia do Estudante

    Conteúdo Recomendado

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.