• Assinantes
  • Autenticação
  • Educação

    Profissinais autônomos e dedicados

    Ouça as vantagens de ser um corretor na voz do delegado Nunes. No "TEXTO" ao lado, leia as dicas para ser um bom profissional.

    Ouça! Leia!

    Sílvia Zoche
    12/05/04

    Para ser um corretor de imóveis é preciso estudar. Existem leis que regulamentam a profissão. Por isso, quem deseja se dedicar ao ofício, precisa ter, no mínimo, o 2º grau completo e 18 anos. Mas não pára por aí. É obrigatório fazer o curso Técnico de Transações Imobiliárias (TTI), que dura 12 meses. Depois de formado, passa por um período de estágio, que deve ser comprovado no Conselho Regional dos Corretores de Imóveis (CRECI). Em seguida, faz-se o Exame de Proficiência. Se o resultado for satisfatório, você já pode trabalhar como corretor de imóveis e até montar uma imobiliária (Leia a matéria).

    Foi o que aconteceu com a corretora de imóveis, Sandra Procópio Villela (foto acima), há 18 anos. "Eu já administrava os patrimônios da família. Decidi, então, abrir uma imobiliária. Fiz um curso no Rio de Janeiro, e deu certo".

     

    Cursos em Juiz de Fora


    Juiz de Fora oferece o curso para Técnico em Transações Imobiliárias (TTI), no Colégio Técnico Universitário (CTU). Por ano, formam, em média, 50 alunos. O curso é recomendado para quem tem 18 anos e 2º grau completo. E antes de ingressar, o interessado tem que passar no processo seletivo com provas de Matemática, Português, Física, Química, Biologia, Geografia e História.

    Por enquanto, Juiz de Fora não oferece nenhum outro curso. Mas grandes centros como Rio de Janeiro, Belo Horizonte e São Paulo podem ser uma das opções. O delegado do CRECI/JF, Rogério Nunes (foto ao lado) diz que a cidade precisa, cada vez mais, de pessoas qualificadas. "Ainda existem falsos corretores circulando pelas ruas. Mesmo com a fiscalização, fica complicado impedir a atuação destas pessoas", comenta.

    A Universo, de Juiz de Fora, pretende lançar o curso superior de Gestão de Negócios Imobiliários. Para isso, precisa ter um número mínimo de alunos interessados. O estudante que obtém um certificado de conclusão do ensino superior, em dois anos.

    Entre as opções de mercado de trabalho estão empresas imobiliárias, administradoras e despachantes imobiliários, corretoras de imóveis, empresas de classificados de imóveis, empresas de loteamento e planejamento imobiliário, empresas de consórcios imobiliários, cartórios de registros de imóveis e construtoras.

     

    Salário


    O salário de corretor de imóveis depende exclusivamente de suas vendas. O profissional não tem salário fixo, e sim, comissão. O delegado Nunes garante que, com dois anos de trabalho já é possível, por exemplo, o profissional adquirir um carro próprio.

    As comissões variam de acordo com o imóvel vendido. Conheça alguns valores.

     

  • 6% a 8% sobre imóvel urbano
  • 6% a 10% sobre imóvel rural
  • 6% a 8% sobre imóveis industriais
  • 5% sobre vendas judiciais (ex.:leilão)
  •  

     

    Credencial de corretor


    Segundo o fiscal responsável por Juiz de Fora, Reinaldo Jorge Loureiro Fontes (foto ao lado), seria mais fácil identificar os falsários, se os clientes exigissem a apresentação de credencial.

    O corretor é um profissional autônomo, mas que possui carteira de identidade (verde) e profissional (vermelha) específicas de corretor (fotos abaixo). "É muito importante exigir a credencial. O fiscal não pode autuar ninguém na rua, exceto se o denunciante estiver ao lado do fiscal como testemunha", diz Fontes.

     

     

    Carteira de identidade (frente) Carteira de identidade (verso) Carteira de profissional

     

     

    Leia mais:
     

  • O que é importante na profissão de corretor  
  • Confira alguns artigos da legislação do Conselho Federal de Corretores de Imóveis

     

  • Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.