Analista de Sistemas Raciocínio lógico e persistência são características fundamentais

Djenane Pimentel
14/04/2005

Para quem ainda não decidiu que profissão escolher, preste atenção nas características abaixo. Se você possui tais adjetivos, pode começar a considerar a profissão de Analista de Sistemas como promissora para seu futuro.

Características

Agilidade, rapidez de raciocínio, flexibilidade, facilidade de trabalhar em equipe, habilidade para comunicar-se, capacidade de análise, facilidade de lidar com números e de resolver problemas com rapidez.

O estudante de Sistemas de Informação (ou Análise de Sistemas) vai aprender a planejar e orientar o processamento, armazenamento e recuperação de informações, administrar bancos de dados e redes de computadores, além de criar, adaptar e instalar programas para facilitar a consulta. Porque, com tanta tecnologia disponível, é preciso alguém que saiba interpretar tantos dados e transformar tudo isso em conhecimento e soluções informatizadas!

Mercado de Trabalho

foto ilustrativa de um computador Devido ao crescimento da internet e do contato cada vez maior com outras línguas, é importante que o profissional domine, pelo menos, o inglês.

O bacharel deste curso pode atuar em qualquer tipo de empresa, pública ou privada, de praticamente todos os setores: comércio, indústria e serviços. Por ter o controle quase total das informações técnicas de onde trabalha, o analista de sistemas é também considerado a inteligência de uma empresa.

Em sua vida profissional, ele será capaz de desempenhar funções em diferentes campos de atuação, como:

  • Projetista em Engenharia de Software
  • Administrador de Dados
  • Analista de Sistemas
  • Consultor de tecnologias, tanto de hardware, software ou de processos informatizados
  • Gerente de área/empresa, por ex. em CPDs e depart. de sistemas de informação
  • Gerente de planejamento
  • Pesquisador/Docente na área de sistemas de Informação
  • Desenvolvimento de páginas para a Web
  • Oferecer suporte técnico e de consultoria especializada em informática
  • Executar análises, avaliações, vistorias, pareceres, perícias e auditorias de projetos
  • Exercer as funções de ensino, pesquisa, experimentação e divulgação tecnológica
  • Estudar e aplicar novas tecnologias, procurando assegurar a não obsolescência dos Sistemas, a melhoria da qualidade, aumento da produtividade e redução dos custos
A importância do estágio

foto de Lúcio Tanini A maioria dos estudantes que se formam, hoje em dia, já passou por algum estágio durante a vida escolar. Isso é muito importante, pois só vemos como a prática é diferente da teoria, quando colocamos a "mão na massa". Que o diga o estudante de Sistemas de Informação, Lúcio Ângelo Tanini.

Ele começou a faculdade em 2001 e se forma no segundo semestre de 2005. O gosto pela informática e uma certa facilidade para programação foram as características que Lúcio admite terem sido essenciais para a escolha do curso. "Sempre gostei de informática e já tinha feito um curso técnico antes, então resolvi continuar na área. Mesmo porque, não havia outro curso que me atraísse".

Mesmo sendo estudante, ele possui a experiência que muitos ainda 'correm atrás'. Há oito anos trabalha como webdesigner e programador.

Experiência de quem faz

 foto de Henrique Castañon Apesar de ter se formado há pouco tempo (em 2004), Henrique Castañon é outro que trabalha desde o início da faculdade e não teve dificuldades em conseguir uma boa colocação no Mercado. Atualmente, gerencia um equipe de programadores e diz possuir qualidades que considera imprescindíveis para um bom analista de sistemas: raciocínio lógico, persistência e perfeccionismo. "Adoro mexer com computador. Gosto de navegar, programar, desenvolver", conta. Até o momento, Henrique já trabalhou em duas empresas. "Em uma delas fui estagiário por seis meses e, na atual, passei por um estágio de um ano e meio e estou contratado há três anos e meio".

Henrique conta que o trabalho, inclusive, o ajudou muito a concluir a faculdade, pois conseguiu aplicar na prática tudo o que aprendeu na teoria.

Sobre o seu futuro e o futuro de sua profissão, Castañon acredita ser promissor. "Um bom profissional de informática, seja um analista de sistemas, professor ou técnico, desde que una qualidades relativas à profissão e ao trato pessoal, como simpatia, espírito de equipe, iniciativa própria e visão, possui lugar garantido no mercado".

Onde estudar

Em Juiz de Fora, o curso é oferecido pela Faculdade Metodista Granbery e Centro de Ensino Superior (CES). É importante que o estudante saiba diferenciar o curso Sistemas de Informação do curso Administração de Empresas, com ênfase em Sistemas de Informação, oferecido pelas Faculdades Estácio de Sá e Facsum. Este último curso tem o intuito de formar administradores que poderão atuar como executivos, técnicos e/ou empreendedores preparados, tanto conceitual como instrumentalmente, para gerir sistemas de informações nas organizações.

Se você quiser saber de outras faculdades no Brasil, que oferecem o curso de Sistemas de Informação, consulte o site do Guia do Estudante: www.guiadoestudante.com.br.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.