• Assinantes
  • Autenticação
  • Educação

    Detetive O profissional da investigação

    Veja as dicas de Jorge Filtsoff, detetive há 30 anos, sobre a profissão e como anda o mercado de trabalho para quem se interessa por esta atividade. Para ver clique no ícone ao lado

    Veja!


    Renata Cristina
    Colaboração
    10/08/2006

    Eles são fiéis personagens de filmes de ação e responsáveis por desvendar tramas difíceis aos olhos de muita gente. Quem é que nunca viu na telona um detetive em busca de um caso que parecia perdido? Sherlock Holmes, o detetive inglês mais famoso do mundo, soube durante toda a sua trajetória representar a rotina desses profissionais, é claro, que um toque de glamour.

    Para os que pensam em ingressar no ramo, o investigador aposentado da Polícia Civil e detetive particular há 30 anos, Paulo César Barela, aconselha: "Não há nenhum dia rotineiro". Ele deixou a faculdade de Engenharia e ingressou no ramo em tempos de Ditadura Militar, através do Instituto de Investigações Científicas e Criminais e teve a oportunidade de acompanhar a evolução da atividade no Brasil. "Tínhamos muitas barreiras, principalmente, com a Ditadura, pois tudo devia passar pelo governo. Hoje o trabalho é bem mais fácil", salienta.

    Atualmente, Barela atua em investigações particulares, como casos de infidelidade conjugal, localização de pessoas e bens, entre outros. Para realizar esse trabalho, precisa de um arsenal de carros, motos, roupas e ferramentas de comunicação. "Já tive que me vestir de mendigo, mulher, usar peruca e disfarces", relembra. No seu material de campo, ainda, há espaço para mais um meio de locomoção: um cavalo. "Tive que comprar para investigar alguns casos", diz.

    Segundo o especialista, a profissão exige muita dedicação e honestidade. "As pessoas têm que estar preparadas para todos os tipos de situações, ter paciência no caso de uma campana e tomar cuidado com as propostas ilícitas", afirma. Outro ponto destacado pelo detetive é a capacidade de lidar com dados e informações desconexas. "É preciso tirocínio, ou seja, inteligência", enfatiza.

    Para os que pensam que a atividade é só para homens, está muito enganado. Há 22 anos na profissão, a detetive particular, Graça Gomes tomou gosto pelo ofício já na infância, quando via o pai da Polícia Federal trabalhando em seus casos. "Acho que está no sangue", confessa. Entre as qualidades de um bom detetive, ela destaca o bom caráter e a discrição. "Não dá para quem é desonesto e gosta de aparecer. Há casos de investigadores que subornam as pessoas investigadas para não divulgarem os dados corretos", relata.

    A detetive diz também que a profissão oferece algumas oportunidades positivas, como a boa remuneração, em geral os detetives cobram por hora e os serviços são caríssimos, e a variedade de ocorrências. "Não há um dia igual ao outro", comenta.

    Áreas de atuação

    O detetive profissional pode trabalhar em ramos diversos, desde os serviços de inteligência da Polícia, em agências e até como autônomo, em casos particulares. O dono de uma agência especializada e também detetive por 30 anos, Jorge Filtsoff afirma que o campo de atuação é muito vasto e passa por infidelidade conjugal, dúvidas familiares, como o consumo de drogas por adolescentes; localização de pessoas, como devedores, pais biológicos, acompanhamento de rotinas, como a de babás; pesquisa de grampos telefônicos, caso você desconfie que o seu aparelho esteja grampeado; distribuição de cartas precatórias para advogados, entre outros.

    A profissão de detetive é regulamentada pelo decreto n° 50.532, conferindo um registro profissional aos que estão em campo. Para isso, é necessário um curso de formação que pode ser realizado em agências cadastradas, pessoalmente ou via correspondência.

    "Com o diploma e a carteira de detetive, os formados estão habilitados em dirigir organizações de segurança particular, montar uma agência de informações, firmar contratos de prestação de serviços com bancos, casas comerciais e embaixadas", afirma Filtsoff.

    vitorino: 3212-0279 paulo: 3231-6134

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Publicitário

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.