• Assinantes
  • Saúde


    Artigo
    Cuidado com o que você come
    ::: 29/08/2005

    Sem dúvidas, há muita gente preocupada com o que come. De forma lenta, mas gradual, as pessoas têm demonstrado algum grau de interesse sobre alimentação e principalmente em maior grau sobre a aparência do seu corpo.

    Infelizmente em um país onde a política de educação tem dado lugar a investimentos políticos como a compra de favores e pagamentos a deveres de representantes do povo, e a Educação Nutricional e alimentar no ensino fundamental nunca teve espaço, caminhamos a passos de tartaruga no campo educação da boa alimentação. Isso reflete em estatísticas de saúde ruins, mas que não são cobradas em índices internacionais como o nível de alfabetização e de escolaridade superior da população (por isso a falência do ensino fundamental e médio).

    Temos visto o aumento do colesterol e da obesidade da população infantil brasileira e as doenças cardiovasculares ainda ocupam o primeiro lugar na principal causa de morte nos grandes centros. Sinal que ainda temos muito que aprender e a ensinar às gerações futuras com relação a alimentação e nutrição.

    O que devemos comer? Sucos naturais? Carne branca ou vermelha? Biscoitos e outros alimentos com fibras? Alimentos com ômega 3?

    Todos estes questionamentos muitas vezes rondam as pessoas que por falta de informação, confusões geradas pela mídia e falta de clareza dos rótulos, acabam se confundindo e fazendo a escolha errada. Um lanche ou prato muitas vezes aparentemente saudável pode trazer oculto alguns ingredientes não tão benéficos a saúde.

    Algumas vezes ficamos preocupados ao ingerir carne suína e fazemos substituições que aumentam os riscos a saúde, pois o porco foi modificado geneticamente , ele tem estado mais "sarado", com menor teor de gordura e calorias se comparado a suínos de 1960. O lombo suíno quando livre de sua gordura externa visível tem muito menos calorias e gordura saturada quando comparado com filé mignom ou contra-filé. O frango por ser precoce , sedentário e tratado com hiperalimetação é obeso e dependendo do pedaço a ser consumido, tem muito mais gordura saturada que uma porção de lombo ou filé mignom.

    Outro tabu preocupante e muito comum é com relação aos hipertensos. A recomendação médica de restrição de sal refere-se ao sódio, mineral que junto com outras substâncias e os rins, controlam a pressão arterial. O que maioria das pessoas não sabem é que o sódio hoje é usado como veículo de substâncias conservantes dos alimentos, por isso está amplamente distribuído nos alimentos industrializados, como enlatados e principalmente, em bem maior quantidade, nos tabletes de caldos de carnes e outros ativadores de sabor dos alimentos. Ninguém nasce comendo sal, aprende-se a comer e desta forma é possível suprimir esta hábito e compensar a sua falta usando de temperos naturais como alho, cebola, manjericão, açafrão, coentro, noz moscada, alecrim, pimenta, salsa, paprica, curry, ... e outras infinidades de ervas constantes da culinária brasileira e internacional.

    A ingestão de fibras muitas vezes é preterida para auxiliar no funcionamento intestinal, ajudar no aumento do bom colesterol ou retardar a absorção do açúcar além de prevenir câncer de cólon e contribuir para manutenção da flora intestinal. Muitas vezes optamos por cereais matinais que tem pouca fibra e mais calorias quando comparado com a aveia e outros mix de cereais e fibras. As fibras são encontradas nos cereais integrais, folhas, cascas e frutas e devem ser consumidas em pequenas quantidades ao longo do dia juntamente com o aumento na quantidade de líquido.

    O ômega 3, um tipo de gordura responsável pelo aumento do HDL, o bom colesterol, é muitas vezes acrescentado em margarinas, leites, ovos, etc, mas só serviriam para aquelas pessoas com carência e ou desequilíbrio entre o ômega 3 e 6.

    Cuidado com o que você come. Não é sempre que comemos o que estamos vendo, informe - se, pois a alimentação saudável é prevenção de doenças crônicas e redução dos riscos de morte.


    Arnaldo Pinheiro
    é nutricionista formado pela UFV em abril de 1992
    trabalhando na área de nutrição clínica, nutrição enteral
    e nutrição esportiva.

    Sobre quais temas (da área de nutrição) você quer ler novos artigos nesta seção? O nutricionista Arnaldo Pinheiro aguarda suas sugestões no e-mail viver_nutricao@acessa.com

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.