• Assinantes
  • Saúde

    Incentivo à alimentação saudável Cantineiras mostram talento, criatividade e preocupação com a alimentação escolar saudável em concurso de culinária

    Sílvia Zoche
    Repórter
    16/10/2006
    Clique no ícone ao lado e saiba um pouco sobre as três finalistas no I Concurso de Culinária da Alimentação Escolar de Juiz de Fora

    Texto sobre as 
três finalistas no I Concurso de Culinária da Alimentação Escolar de Juiz de Fora

    Foto das três cozinheiras finalistas 
do I Concurso de Culinária da Alimentação Escolar, promovido pela Secretaria de Educação da 
prefeitura de Juiz de Fora. Elas estão em uma cozinha do Espaço Gourmet do supermercado 
Bahamas Calcular, interpretar, imaginar, criar, raciocinar, estudar, estudar e estudar. Estas são algumas ações que fazem parte do cotidiano de estudantes no mundo todo. E sabe-se que uma alimentação saudável é primordial para um bom desenvolvimento, inclusive o escolar.

    Por isso, as cantineiras possuem um papel importante na vida dos alunos de muitas escolas municipais. Em Juiz de Fora, são 170 profissionais responsáveis em colocar saúde no prato de 58 mil alunos da rede municipal. Por dia, são servidas cerca de 60 mil refeições.

    No Dia Mundial da Alimentação, 16 de outubro - no Brasil, também comemora-se a Semana Mundial da Alimentação, de 16 a 22 de outubro - a Secretaria de Educação e o Conselho Alimentar promoveu o I Concurso de Culinária da Alimentação Escolar. Mais que saborosas, as receitas inscritas pelas cantineiras deviam ser saudáveis. "Usar legumes, o mínimo de gordura e de sal, por exemplo", diz o chefe de cozinha Frederico de Oliveira Gomes.

    Do total de cantineiras, 24 se inscreveram. A organização do concurso percebeu que a maioria não participou por timidez, mas as que entraram foram motivadas pela premiação: um fogão para o primeiro lugar; um aparelho de DVD para o segundo; e um conjunto de panelas inox para o terceiro lugar.

    As finalistas

    Foto das três cozinheiras finalistas 
do I Concurso de Culinária da Alimentação Escolar, promovido pela Secretaria de Educação da 
prefeitura de Juiz de Fora. Elas estão em uma cozinha do Espaço Gourmet do supermercado Bahamas Na primeira etapa, as profissionais tiveram que elaborar receitas saudáveis e enviá-las escritas. Os jurados selecionaram três delas. Dulcinéia Machado Ribeiro, da escola Municipal Henrique José de Souza; Marly de Souza Fortunato, da Escola Municipal Vereador Marcos Freesz; e Andréa Aparecida Gomes da Silva, da Escola Municipal Presidente Tancredo Neves (foto ao lado, da esquerda para direita).

    Nesta segunda etapa, que é a fase final, os jurados julgaram as receitas através de cinco requisitos. As cantineiras precisaram mostrar boas práticas de higiene, criatividade e originalidade, harmonia do sabor, apresentação final do prato, e fidelidade da prática à receita escrita. Foto da cantineira Andréa, uma das finalistas 
do I Concurso de Culinária da Alimentação Escolar, promovido pela Secretaria de Educação da 
prefeitura de Juiz de Fora. Ela está em uma cozinha do Espaço Gourmet do supermercado Bahamas Andréa (foto ao lado) conta que leu e releu o edital do concurso várias vezes. "Passei aperto para elaborar uma receita". Isso porque ela conta que conhecia muita coisa, "mas a maioria era fritura". O outro motivo é típico de muitas cozinheiras. "As minhas receitas eu faço de cabeça. Foi difícil passar para o papel", ri.

    A inspiração veio de uma receita de rocambole de batata, que Andréa transformou em rocambole de cenoura com recheio de frango. O curioso é que Andréa só foi testar a receita depois que foi selecionada para a final do concurso. "Foi um risco, porque podia dar errado. Todo mundo gostou e ficou bonita também, porque a cenoura deu a cor".

    Foto da cantineira Marly, uma das finalistas 
do I Concurso de Culinária da Alimentação Escolar, promovido pela Secretaria de Educação da 
prefeitura de Juiz de Fora. Ela está em uma cozinha do Espaço Gourmet do supermercado Bahamas A cantineira Marly (foto ao lado) por pouco não se inscreve no concurso. "Fiquei na dúvida, mas acabei entregando a receita no último dia. Nem imaginei que seria selecionada". Por isso, assim como Andréa, não se preocupou em colocar a receita em prática. "Só depois que fiquei sabendo do resultado", confessa.

    Sua receita é uma torta de legumes com frango e banana. "Já existe torta de legumes, mas acrescentei chuchu, frango e banana", conta.

    Foto da cantineura Dulcinéia, uma das finalistas 
do I Concurso de Culinária da Alimentação Escolar, promovido pela Secretaria de Educação da 
prefeitura de Juiz de Fora. Ela está em uma cozinha do Espaço Gourmet do supermercado Bahamas Dulcinéia (foto ao lado) já havia colocado em prática a receita que inscreveu para o concurso. Sua feijoada de legumes foi baseada em uma receita de uma amiga lá das Alagoas. "Mas era muito pesada. Deixei só os legumes".

    A aprovação aconteceu na própria escola onde trabalha, antes mesmo de sair o concurso. "Fiz para poucas pessoas". Ela garante que foi aprovada.

    Os jurados

    Foram escolhidas cinco pessoas para o júri, que observaram de perto o trabalho das cantineiras no Espaço Gourmet. Duas delas fazem parte da Secretaria de Educação, mas não estão ligadas ao setor de alimentação. Raquel Bahia gosta da idéia do concurso. "É uma forma de valorizar o próprio profissional da alimentação". Alice Maria Pereira de Oliveira observou a felicidade das cantineiras com a proposta do concurso. "É também uma forma de resgatar a importância da alimentação".

    Os outros jurados são da área de alimentos. Frederico de Oliveira Gomes é chefe de cozinha, Elisabete de Paula e Silva é presidente do Conselho de Alimentação Escolar e Elenir Goebel Rodrigues, proprietária de um restaurante vegetariano e membro do Conselho de Alimentação Escolar.

    Elisabete lembra que este concurso, assim como cursos e palestras desenvolvidos desde o início do ano, melhora a auto-estima das profissionais. O que chamou a atenção de Elenir foi a proposta de elaboração de uma receita saudável. Frederico lembra que todas as 24 inscritas conseguiram captar a mensagem do concurso.

    No Dia Mundial da Alimentação, o concurso lembra que refeições do dia-a-dia podem e devem ser saudáveis, elaboradas, sem precisar de gastar muito tempo. Os alunos agradecem.

    Confira a colocação das finalistas!

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.