Artigo
A mudança da voz na puberdade
::: 15/08/2003

"Eu minto, mas minha voz não mente
Minha voz soa exatamente, de onde
no corpo da alma de uma pessoa
se produz a palavra EU ".
(Drama- Caetano Veloso)

Chama-se muda vocal a mudança de voz que ocorre nos púberes dos dois sexos, sendo mais notada nos meninos do que nas meninas. Estão presentes nessa mudança as modificações de natureza anatomofisiológica e as de natureza psicológica. Com a mudança da voz falada, a qualidade vocal, sob efeito dos hormônios, toma um caráter viril nos rapazes e uma característica adulta nas moças. Deve-se considerar a expectativa, consciente ou inconsciente, do novo modelo vocal que será esperado por eles. A análise do fenômeno psicológico nesse caso é de fundamental importância.

Em que época acontece a mudança vocal ?
Até essa fase de desenvolvimento, não existe diferença entre a voz das crianças dos dois sexos. Essa diferença só irá ocorrer entre os 12 anos e 15 anos de idade, e pode durar de seis meses a um ano ou, no máximo, um ano e meio. Há casos em que a muda vocal pode ocorrer antes dessa faixa etária, podendo ser brusca ou progressiva. Geralmente a mudança brusca ocorre mais nos meninos.

Quais os fenômenos que podem ocorrer com a voz falada nessa fase?
Os fatores hormonais e psicológicos determinam a mudança da voz. O fator hormonal irá diferenciar o tom de voz para cada sexo, assim:

Nos meninos

  • o laringe é particularmente sensível ao hormônio sexual masculino, facilitando os tons graves e dificultando os tons agudos.
  • o fenômeno de mudança da voz falada costuma ser mais demorado, e se torna bastante perceptível a oscilação da altura tonal entre o grave e o agudo. É aquele momento em que a família e os amigos percebem e começa a brincar com o garoto, imitando a maneira como ele fala (desafinado).
  • o comprimento, a largura e a espessura das pregas vocais aumentam cerca de 1cm. Aumenta também o diâmetro do laringe e da traquéia: - a musculatura ligada à respiração se desenvolve e fortalece - a intensidade da voz tende a aumentar.

    Nas meninas

  • a influência dos hormônios sexuais femininos no laringe também ocorre, embora menor
  • o fenômeno de mudança da voz falada costuma ser mais cedo e mais rápido, e quase não se percebe a diferença na oscilação dos tons
  • o comprimento, a largura e a espessura das pregas vocais aumentam menos do que nos meninos, cerca de 3 a 4 mm. O aumento do diâmetro do laringe e da traquéia também é menor.
  • a musculatura ligada à respiração se desenvolve e fortalece
  • a intensidade da voz tende a aumentar.

    Pode deixar de ocorrer a mudança da voz?
    Pode sim, como também ela pode se prolongar, atrasar ou ficar incompleta. Bem, dissemos hoje sobre o que normalmente acontece com voz dos meninos e meninas púberes e a influência dos fatores hormonais. No próximo artigo, continuaremos com o mesmo assunto, dando enfoque às alterações vocais do ponto de vista anatomofisiológico e psicológico, que podem ocorrer nessa fase.


    Cal Coimbra
    é psicóloga e fonoaudióloga especialista em voz
    Saiba mais clicando aqui.

    Sobre quais temas (da área de Fonoaudiologia) você quer ler nesta seção? A fonoaudióloga Cal Coimbra aguarda suas sugestões no e-mail calcoimbra@jfservice.com.br

    Conteúdo Recomendado

  • Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.