• Assinantes
  • Autenticação
  • Saúde


    Artigo
    A voz e a palavra no Telemarketing
    Parte I
    ::: 15/06/2004

    Hoje em dia, as empresas operadoras de telemarketing já sentem necessidade da presença do profissional fonoaudiólogo para o trabalho com seus funcionários, os chamados teleoperadores. A conscientização da necessidade de cuidar da conservação da audição e da saúde vocal dos teleoperadores já é realidade e os resultados têm sido muito bons.

    Quantos de nós já não ouvimos queixas desses profissionais depois de trabalharem certo tempo nas empresas com serviços especializados em telefonia? São queixas dos tipos pigarro, rouquidão, falha na emissão da voz, dificuldade articulatória, por exemplo.

    O telefone tornou-se então o veículo principal de venda e lucro para as empresas. Ora, não há mais como deixar de atender às necessidades de conforto e benefícios à saúde do trabalhador que faz uso dele.
    A necessidade que sentimos hoje de acompanhar o trabalho dos teleoperadores se consolida cada vez mais e, para isso, temos que criar novos recursos terapêuticos e para a promoção da saúde vocal.

    Sabendo que a sofisticação da tecnologia exige cuidados especiais com a saúde da pessoa a cada nova profissão que vem surgindo, no caso dos teleoperadores, a prevenção dos problemas da voz e a correção dos problemas de fala (articulação das palavras) é o caminho mais adequado para a saúde do trabalhador. Ganho para o trabalhador, ganho para a empresa: a economia feita com a prevenção evita o afastamento dos profissionais de sua função por causa de danos vocais e auditivos adquiridos com o tempo de serviço.

    O simples ato de se falar ao telefone parece inofensivo mas, quando torna-se rotineiro, pode ser transformado em danos irreversíveis com comprometimento da voz, da fala e da audição do trabalhador, que torna-se candidato à surdez e à disfonia (alterações vocais), indo até à aposentadoria por invalidez. Você pode imaginar o transtorno na vida dessa pessoa? Pois é, e não é difícil acontecer essa situação quando os serviços empresariais não atendem às necessidades atuais da saúde do trabalhador.

    Muitas empresas já têm se conscientizado da necessidade de cuidar da saúde vocal dos teleoperadores e contratado fonoaudiólogos para orientá-los profissionalmente. Os resultados têm sido muito bons .

    O trabalho fonoaudiológico nas empresas de Telemarketing

    O fonoaudiólogo trabalha com a empresa e o teleoperador, orientando os passos necessários para a saúde da voz, da conservação da audição e do tratamento das alterações articulatórias. Este é o suporte básico para a qualidade na rotina funcional.
    Na relação com a empresa, o passo mais importante é atuarem juntos na seleção dos candidatos e nos cuidados do ambiente físico. Na relação com o teleoperador, no treinamento das operações que devem ser realizadas no dia-a-dia.

    O teleoperador bem orientado e treinado terá a qualidade do serviço diferenciado com alta produção, confiabilidade mútua entre ele e a empresa e sem comprometer sua saúde.

    No próximo artigo, vamos continuar informando sobre o ambiente físico e o equipamento de trabalho, o perfil profissional do teleoperador, e as orientações de técnicas vocais naqueles profissionais, para otimizar a comunicação.


    Cal Coimbra
    é psicóloga e fonoaudióloga especialista em voz
    Saiba mais clicando aqui.

    Sobre quais temas (da área de Fonoaudiologia) você quer ler nesta seção? A fonoaudióloga Cal Coimbra aguarda suas sugestões no e-mail calcoimbra@jfservice.com.br

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.