• Assinantes
  • Autenticação
  • Saúde

    Eu uso aparelho Cada vez mais adultos encaram o desafio de usar
    aparelhos nos dentes em nome da estética e da saúde bucal

    Guilherme Arêas
    *Colaboração
    17/08/2007

    Já se foi o tempo em que tirar aquela foto para o álbum de família era uma coisa constrangedora para as pessoas com aparelhos nos dentes. O tratamento, que antes era quase exclusividade das crianças e adolescentes, virou moda também entre os adultos.

    A pedagoga Letícia Couto Bicalho (foto abaixo), de 48 anos, é uma prova de que cada vez mais adultos assumem os famosos ferrinhos nos dentes. "Não tive qualquer tipo de preconceito ou problema em colocar aparelho. Uso desde 2004 e adoro trocar as borrachinhas por outras coloridas", brinca.

    A ida ao dentista aconteceu, a princípio, pela estética. Mas, segundo Letícia, a família já apresentava um histórico de pessoas com dentes desalinhados. "Dos meus três filhos, dois também já usaram aparelho. Quando o mais velho terminou o tratamento, o outro colocou aparelho também. Logo depois foi a minha vez de usar", lembra.

    foto de Letícia Couto Com o passar do tempo, a pedagoga percebeu que também deveria tratar das gengivas com um periodontista. A previsão para o término do tratamento é o final do ano.

    Segundo a Associação Brasileira do Ortodontia - Ortopedia facial (ABOR), os problemas hereditários de projeção, ausência e falta de espaço entre os dentes são algumas das complicações que podem ser tratadas com a ortodontia.

    Além disso, problemas respiratórios, como atresia de maxilar, mordida cruzada e obstruções respiratórias, além de cáries, perda de dentes e problemas na articulação temporomandibular (ATM) são outras complicações que podem ser tratadas com a ortodontia.

    Mas, segundo a dentista especialista em ortodontia, Cláudia Navarro (foto abaixo), o tratamento ortodôntico não se resume em colocar aparelhos nos dentes.

    "Nas crianças e adolescentes, por exemplo, o uso de aparelhos pode ser evitado se os pais fizerem a avaliação na época adequada. E as crianças não precisam perder todos os dentes de leite para colocar aparelho. A ortodontia prevetiva e interceptativa está indicada em casos de mordida cruzada, perda dos dentes de leite antes da hora ou quando a criança tem o hábito de chupar chupeta ou dedo. Já nos adultos, o tratamento é corretivo", explica Cláudia.

    O tratamento evoluiu

    foto de Cláudia Navarro De acordo com Cláudia, os estudos acerca da ortodontia levaram à evolução do tratamento dos problemas dentários e esqueléticos. Uma das grandes novidades, que colaboram para esse avanço, é a utilização de parafusos, através de microimplantes (microparafusos ortodônticos).

    Os microparafusos podem ser usados junto com os aparelhos convencionais, auxiliando no mecanismo de correção dos dentes e com possibilidade de dimunuir o tempo de uso do aparelho.

    A estética é outra preocupação quando o assunto são os aparelhos. As opções de aparelhos transparentes, invisíveis e internos já são uma realidade no tratamento dos dentes. De acordo com Cláudia, há cerca de 15 anos a ortodontia para os adultos começou seu processo de evolução. "Os pais traziam os filhos nos consultórios e acabaram optando por também fazer o tratamento", explica.

    A colaboração do paciente

    Apesar de toda a evolução da ortodontia, o paciente ainda é uma peça fundamental para que o tratamento tenha sucesso. "Usar aparelho ainda pode trazer algum incômodo, principalmente no início. Os avanços buscam um maior conforto para o paciente, mas ele deve colaborar nesse processo", afirma Cláudia.

    Segundo a ortodontista, os cuidados com a higienização da boca são de fundamental importância, já que a falta de higiene pode acarretar em problemas, como os de gengiva, por exemplo. "O que causa a cárie são as placas bacterianas e não os aparelhos, como muita gente pensa. Outro fator que o paciente deve ter atenção é ao acúmulo de alimentos, além de fazer a escovação dos dentes e usar fio dental", conclui.

    *Guilherme Arêas é estudante de Jornalismo da UFJF

    A Melhor Internet Está Aqui

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.