Dança de salão A falta de um par não é motivo para não aprender


Sílvia Zoche
Repórter
03/01/2006

Você morre de vontade de aprender a dançar alguns ritmos na noite, mas não tem um par que o acompanhe ou, então, precisa aprender a dançar valsa para uma formatura e está em cima da hora? Nada que um curso coletivo ou particular não resolva. Em Juiz de Fora, existem opções de escolas (clique aqui e veja algumas) em que você pode cursar por meses ou até mesmo pegar umas aulas básicas para se virar no casamento.

Mas o que é a dança de salão? É um estilo que envolve diversos ritmos, em que se dança a dois. Entre as especialidades estão o bolero, o samba de gafieira, o forró, o fox-trote, a valsa, o tango, o zouk, a lambada e a salsa.

A professora Fabíola Honori (foto abaixo, junto ao seu parceiro de dança Júlio César Franco) diz que as mulheres ainda são as mais interessadas em aprender. "Existem homens que procuram sim, mas o normal é que venham empurrado pela mulher ou namorada. O homem tem vergonha, principalmente, se quem der a aula for uma mulher", diz.

Técnica e memorização

Fabíola explica que a técnica pode ser aprendida rapidamente, "dependendo da facilidade de cada um, claro. Mas se alguém na turma tiver mais dificuldade, dou uma atenção especial". Cerca de dois meses já são suficientes para que o aluno dance na noite "e que memorize os passos. O mais importante é ter prazer", enfatiza.

Na primeira aula, Fabíola ensina passos de dois ritmos e explica o que é cada uma. "Os alunos dançam sozinhos em frente ao espelho, primeiro. Em seguida, dançam com seus pares. Se uma mulher não tiver um par, o professor ou professora faz o papel do cavalheiro".

E quem disse que não ter namorado ou marido é pretexto para não fazer as aulas? "Durante o curso, você conhece muita gente e cresce o círculo de amigos. Fazemos até festas de confraternização...", garante Fabíola. Além disso, passa-se a conhecer lugares onde a dança a dois é prioridade.

Sem fronteiras

Dança de salão não tem idade. Fabíola já pensa até em montar uma turma para crianças. "Por enquanto, a dificuldade é que as pessoas ainda pensam que dança é coisa de mulher e futebol é para homem", lamenta.

A procura pela dança de salão por jovens aumentou depois que o forró virou moda, segunda a professora. "Às vezes, eles chegam perguntando se tem aula de forró e eu explico que este é um dos ritmos da dança de salão e que, além deste, ele vai aprender outros".

Os idosos encontram na dança de salão uma forma de atividade física e para sair da depressão. "É que os filhos se casam e muitos sentem-se sozinhos. Na dança, eles relaxam e fazem amigos", conta.

Algumas escolas em Juiz de Fora

Associação Cultural Nova Acrópole

Endereço: Rua Delfim Moreira, 43
Telefone: 3216-3980

CCBM

Endereço: Avenida Getúlio Vargas, 200
Telefone: 3690-7052

Casa D'Itália

Endereço: Avenida Barão do Rio Branco, 2585
Telefone: 3215-5957

Escola de Dança Misailidis

Endereço: Rua Batista de Oliveira, 563/an2
Telefone: 3217-9177

Estação Cultural - Estúdio de Danças Silvana Marques


Endereço: Rua Halfeld, 235
Telefone: 3216-1742

Interative Academia

Endereço: Rua Paracatu, 345
Telefone: 3225-0503

Jasmine Aischan Studio de Danças

Endereço: Rua Santo Antônio, 1500/511
Telefone: 9967-7399

SESC


Endereço: Avenida Rio Branco, 3090
Telefone: 3215-1908

Tango e Samba

Endereço: Rua Padre Café, 325
Telefone: 3213-1939/9988-7048 (c/ Fabíola Honori)

Academia Forum

Aulas somente de forró
Endereço: Avenida Rio Branco, 2288, 5º andar
Telefone: 3212-7266

Academia Ports

Aulas somente de forró universitário
Endereço: Avenida dos Andradas, 832
Telefone: 3212-6990

Quintal de Artes e Terapia

Endereço: Avenida Rio Branco, 232
Telefone: 3224-9903

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.