• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura

    Nos passos do gingado Opções, em Juiz de Fora, para você aprender a sambar e fazer bonito no Carnaval 2006


    Sílvia Zoche
    Repórter
    01/02/2006
    Sambar, sambar, sambar! Nem todo mundo tem o privilégio de nascer com o molejo deste movimento contagiante. É por isso que, nas proximidades do feriado de carnaval, surgem aulas específicas pra quem quer curtir o samba de rua ou de avenida.

    E, na procura por aprender, não existe restrição de idade. Quem garante é o professor de dança, Henrique Gonçalves (foto abaixo), que só em Juiz de Fora dá aulas há 16 anos. "Em meados de janeiro, costumo abrir turmas de samba e as idades são mescladas", diz.

    Haja coordenação motora, mas nada impossível de se conseguir. "Tem gente que chega aqui sem saber absolutamente nada e depois cai no samba no carnaval", avisa. Isso com dez aulas de, aproximadamente, uma hora. "Quem tem facilidade, com quatro aulas já sai sambando".

    Ao montar turmas específicas de samba, Henrique ensina o pagode, por ser um ritmo mais lento e fácil de visualizar os passos. Depois, ele passa para o samba de partido alto. "É um pouco mais rápido que o pagode, mas o aluno já começa a treinar a agilidade", diz. Exemplos deste ritmo são os sambas de Zeca Pagodinho, Dudu Nobre, Ginga Pura e Alcione.

    Passada esta etapa, chega a hora de aprender o sambaduro, aquele que serve pra remexer os quadris. "Este tem origem na Bahia, tanto que 90% dos axés são de samba duro", explica. A reta final é samba de avenida que, além de ser mais rápido, exige coordenação motora e resistência física e equilíbrio. "Agora, a gente começa a florear, mexer com os braços também". É corpo todo em movimento.

    E por falar em esforço físico, Henrique diz que nos dois primeiros ritmos de samba, a pessoa gasta, em média, 350 calorias em uma aula de uma hora. No samba duro, passa pra 450 calorias e no de avenida, 600 calorias. Que disposição!

    Entre as dificuldades que os alunos apontam ao chegar nas aulas estão a vergonha e, principalmente, a marcação dos passo. "A contagem é importante e é assimilada de acordo com o ritmo. Com o tempo, isso fica automático", garante.

    E aí? ficou empolgado? Então veja e anote alguns locais que dão aulas específicas de samba no pé, em Juiz de Fora.

    Academia Olympia

    Endereço - Rua Doutor Antônio Carlos, 470
    Informações - 3212-6685
    Observação - mesmo as aulas estando na metade, é possível entra para o curso


    Casa D'Itália

    Endereço - Rua Avenida Rio Branco,

    Estação Cultural - Estúdio de Danças Silvana Marques

    Endereço - Rua Halfeld, 235
    Informações - 3216-1742

    Tango e Samba

    Endereço - Rua Padre Café, 325
    Informações - 3213-1939

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.