Quarta-feira, 29 de agosto de 2007, atualizada às 14h40

Juiz de Fora em Serenata e a cultura dos versos e das melodias


Manter vivas tradições e cultura dos versos e das melodias, resgatar músicas de serenatas, promover a reunião de um público formado por apreciadores da época de ouro de Pixinguinha, Ary Barroso, Ataulfo Alves e outros compositores. Estes são os objetivos do projeto Juiz de Fora em Serenata.

Com regência do Maestro Tim (Walter Costa) e de Jorge Rômulo, e presenças no palco de José Carlos de Oliveira (violão), Jesus Pinto (violão), Ivan Laguardia (acordeom) e cerca de 40 pessoas compondo o coral, o evento está marcado para começar às 19h30, nesta sexta-feira, dia 31 de agosto, no Museu do Banco de Crédito Real (Avenida Getúlio Vargas 455).

O grupo surgiu em 2001, com apoio da Lei Murilo Mendes de Incentivo à Cultura, idealizado por Roxelane Steinherz Fortini Toscano e Célia Nicodemos Silva, com apoio do Maestro Tim e do violonista José Carlos de Oliveira.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.