Quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008, atualizada às 10h20

Curta-metragem "O móbile: Admiração" abre seleção para atrizes entre 25 e 35 anos


Renata Solano
*Colaboração

Os produtores do curta-metragem "O móbile: Admiração" estão fazendo a seleção do elenco, os personagens disponíveis são as protagonistas Nina Maia que interpreta uma atriz; Bárbara Oliveira interpreta uma pintora e a coadjuvante Catarina que é uma produtora cultural.

Para participar da seleção, é preciso ser do sexo feminino e ter entre 25 e 35 anos. Os interessados devem entregar para a produção um breve currículo, telefones de contato, uma foto de rosto e uma foto de corpo inteiro até segunda-feira, dia 03 de março.

Segundo a diretora e roteirista do curta, Lilian Werneck, não é preciso que as atrizes tenham experiência comprovada para participar da seleção. "Não precisa ter experiência em teatro, porque no vídeo as vezes a gente consegue trabalhar melhor com pessoas que não têm conhecimento técnico", comenta.

No sábado, dia 08 de março, as pré-selecionadas devem fazer um teste de vídeo na sede do Movimento Gay de Minas (MGM), localizado à Rua São Sebastião. "As mulheres vão receber um texto do próprio curta para decorar e fazer sua apresentação", diz Lilian.

A diretora comenta, ainda, que não tem um perfil físico definido para cada personagem, o que ela espera é que as atrizes tenham uma semelhança psicológica e tenham uma mente aberta para interpretar a trama.

O curta-metragem vai ser produzido com apoio da Lei de incentivo à cultura Murilo Mendes e com o apoio do MGM. "O inicio das gravações é em maio, queremos o curta pronto antes do Rainbow Fest", afirma Lilian.

A trama

Bárbara Oliveira é uma artista plástica que tem como inspiração maior as interpretações da atriz Nina, mas ambas não se conhecem pessoalmente. A pintora se prepara para lançar uma grande exposição na cidade antes de vender suas obras para o exterior.

Nina Maya é uma grande e jovem atriz que constrói suas personagens a partir das pinturas de Bárbara. As personagens se admiram em silêncio sem nunca terem se encontrado. Em uma exposição de Bárbara, Nina vai conhecer mais de perto o trabalho da ídola e elas se apaixonam loucamente.

Passam a viver um relacionamento muito forte e intenso, mas que atrapalha o rendimento das duas, pois interfere na produção, na criação, na arte, na inspiração das artistas.

Outras informações sobre como participar da seleção do curta "O Móbile: Admiração" pelo telefone (32) 8412-8343.

*Renata Solano é estudante de Comunicação Social da UFJF

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.