• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura gif do xiis para linkar para as fotos

    Noite Borbulhante Pré-carnaval tradicional da sociedade
    juizforana faz o aquecimento da folia



    Fernanda Leonel
    Réporter
    20/02/2006

    Todos os presentes da Noite Borbulhante devem acreditar fielmente no que a famosa letra de Dorival Caymmi eternizou: "Quem não gosta de samba, bom sujeito não é. É ruim da cabeça ou doente do pé!"

    O que não faltou na noite do último sábado, dia 18 de fevereiro, foi samba e muita gente pra dançar. Todas as 80 mesas colocadas no salão de festas do Clube Bom Pastor tiveram suas reservas esgotadas há um semana do evento, número que somado aos convites individuais, totalizam em média 700 pessoas em ritmo de carnaval.

    O Pré-Carnavalesco organizado pelo colunista social César Romero já é tradição na cidade. Desde 1997, o evento acontece no fim de semana antes da abertura oficial da festa mais famosa da cultura brasileira. E, desde então, tem crescido em público e fama a cada ano.

    O casal José Roberto Schincariol e Vera (foto) veio de São João Nepomuceno, cidade há 60 km de Juiz de Fora, apenas para prestigiar a festa. "Sempre quisemos vir, porque a Noite Borbulhante é realmente muito famosa e tem um glamour especial", conta Vera, que afirma que o evento correspondeu completamente suas expectativas.

    O casal, que prestigia a festa pela primeira vez, diz que já vai agendar a pré-comemoração para o próximo ano e que vão "espalhar" em Nepomuceno todas as boas impressões que tiveram do evento organizado pelo colunista.

    Mas, enquanto alguns casais, como Vera e José Roberto, conhecem o pré-carnavalesco nomes como Márcia Bellini e Marcos (foto) já têm presença anual garantida no evento. O casal esteve presente em todas as edições do evento e não pretende parar com a tradição.

    Márcia explica que, para ela, a festa, além de tradição no calendário pessoal, é uma maneira de começar as comemorações do carnaval. E destaca o que mais lhe encanta no tradicional pré-carnaval: o resgate ao carnaval de clube.

    Borbulhante há algum tempo...

    O resgate ao carnaval de clubes apontada é realmente uma das característica do evento, e de acordo com o organizador César Romero, foi o principal motivo para que ele passasse a organizar a festa. "O carnaval juizforano estava repleto de blocos, trios elétricos e escolas de samba, mas faltava algo que relembrasse a época dos carnavais dos clubes". De acordo com o colunista, além de uma observação pessoal, esse era o pedido de muitas pessoas que ele conhecia.

    O colunista e o jornalista Henrique Leal, já organizavam algumas festas na cidade antes da Noite Borbulhante. A principal delas era o Baile de Máscaras, que na verdade, funcionou como um pré-projeto para o pré-carnavalesco. Depois da mudança de Leal para Belo Horizonte, Romero passou a organizar um evento sozinho: a Noite Borbulhante.

    A escolha do nome foi baseada em uma festa muito conhecida na cidade do Rio de Janeiro durante a década de 80, mas a festa do Rio não tinha a mesma proposta da juizforana. Nesses nove anos de festa, César foi aos poucos moldando o que ele pretendia para o pré-carnavalesco e dando seu nome e cara ao evento.

    O pré-carnavalesco tem sempre um tema, que na maioria das vezes está relacionado há algum grande acontecimento do ano. A partir dele, decoradores, designers e artistas trabalham na decoração e na divulgação do evento com o objetivo de deixar a fantasia do carnaval à solta.

    Nesses nove anos de tradição da Noite Borbulhante, apenas durante os anos de 2000 e 2001 a festa não aconteceu. De acordo com César Romero, outros eventos, como a Noite do Pirata e a Noite das Arábias aconteceram sob sua organização nesse período, o deixando impossibilitado de realizar todos os eventos.

    Borbulhando em 2006

    A Copa da Alemanha foi o tema da edição de 2006 da Noite Borbulhante. Bolas, bandeiras e muito verde e amarelo compunham o cenário desenvolvido especialmente para o evento por Wagner Guadio. "A escolha de tema esse ano não foi nada dífícil", brinca o organizador César Romero (foto), justificando sua afirmação na paixão do brasileiro por futebol.

    A edição 2006 do evento marca os 30 anos de colunismo social do organizador na imprensa juizforana. Romero, que começou sua carreira em junho de 2006, promete que a Noite Borbulhante foi só a abertura dessa comemoração e que, o restante do ano está repleto de novidades quando o assunto é festa.

    Adiantando algumas novidades, dá pra se dizer que a Feijoada desse ano, outra festa organizada pelo colunista, vai estar maior no que diz respeito ao número de presentes e ao requinte. César garante que motivos para comemorar os 30 anos de coluna em Juiz de Fora é que não faltam e que por isso ele pretende caprichar.

    A Noite Borbulhante de 2006 contou com a presença da Rainha do Carnaval eleita, Paula Batista e do Rei Momo(foto), Carlos Guedes, que afirmaram já estarem mais que preparados para cairem na Avenida no próximo sábado.

    No mesmo clima, a Bateria da Escola de Samba Turunas do Riachuelo embalou com marchinhas, sambas enredo e músicas tradicionais de carnaval a noite dos presentes. E como embalou! Até as 5h da manhã, grande parte dos 700 convidados ainda ocupavam parte da pista de dança do Clube Bom Pastor.

    Cada um com seu samba no pé e também com seu "abadá". A camiseta que simboliza o ingresso dos pagantes à festa, sempre ganha um tom bastante original pelos convidados, que, com cortes, tiras e lantejolas, dão seu toque especial para o look noturno.

    Para completar o clima de avenida, o cabeleireiro e maquiador profissional Luiz Delfino, pintou a modelo Cléo Silva por duas horas no salão. O que não faltou, foram admiradores do trabalho e da bela mulata que caiu no samba depois de "vestida" com as cores da bateria da escola de samba presente na festa.

    Para fechar a noite, o som eclético da Banda Realce. Até o sol raiar, o grupo juizforano animou todos aqueles que já estão dando boas vindas á grande festa da alegria brasileira que se aproxima. Até o sol raiar, e com acréscimo, diga-se de passagem! Porque os foliões e foliãs da Noite Borbulhante ainda contaram com a sorte pra soltar a alegria no pré-carnaval: o horário de verão voltou em uma hora todos os relógios de quem queria aproveitar mais a festa.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.