• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura gif do xiis para linkar para as fotos

    Fernanda Garcya Uma das mais conhecidas cantoras de micareta
    se apresenta pela primeira vez em Juiz de Fora

    Fernanda Garcya

    A menina veio do sul, faz sucesso em Minas Gerais, mas parece ter sangue mesmo é de baiana. Fernanda Garcya, atração de sábado e domingo da micareta Carnadministrando, fechou as noites da primeira edição da festa esbanjando fôlego e simpatia.

    Fez frio no Parque de Exposições, local onde rolou a festa. Mas quem estava presente não escondeu o abadá com nenhuma blusa de frio, mesmo com a cerração que insistia em cair durante a madrugada. A opção da maioria das pessoas para espantar qualquer indisposição foi dançar ao som do axé e de alguns pops que também ganharam versões ao som da percussão da banda de Fernanda Garcya e também das outras atrações, a banda "Batom na Cueca" e a "Bartucada".

    A cantora, que acaba de gravar o seu primeiro CD, deu uma entrevista exclusiva para o portal ACESSA.com. Confira!

    ACESSA.com - A carreira começou quando? De onde veio a força e a certeza que você iria se dedicar à música?
    Fernanda Garcya: Comecei a cantar aos 17 anos, em 1997. O Zyzza era o dono da banda que eu comecei. Eu dava umas canjas com ele mas não era fixa. Ficava rondando ele, pedindo pra me levar pros shows (risos). Nunca vou esquecer do dia que ele me perguntou se eu tinha certeza que era isso que eu queria pra mim. Que essa vida é muito difícil, que ele nunca mais passou um Réveillon, feriado, aniversário com a família. Que não temos vida própria, etc. Não pensei nem um segundo. Disse que era isso sim que eu queria e pulei de cabeça! Não tenho vida própria mesmo, não tenho direito nem de ficar doente, mas é uma escolha e não me arrependo, não!

    Fernanda Garcya no trio elétrico

    ACESSA.com - Fale um pouco do seu histórico por bandas e noites até que decidisse investir na carreira solo
    Fernanda Garcya - Comecei a cantar numa banda baile por pouquíssimo tempo e logo parti pra um trabalho meu. Preferi ser a dona do meu próprio negócio, poder escolher repertórios desde o início. Antes de usar apenas meu nome eu tive a Banda Eva cover, depois a Banda Êh e em 2000 passei a ser apenas Fernanda Garcya, mas com exceção da primeira as duas bandas eram minhas mesmo.

    ACESSA.com - Passou por "bandas-baile"? Quais são os pontos positivos e negativos que tirou dessa experiência?
    Fernanda Garcya - Apesar do pouco tempo achei a experiência muito interessante. Você começa tendo que saber um pouco de todos os estilos, assim acumula bastante experiência. As desvantagens são muitas, na minha opinião. Você toca de tudo, mas não se dedica a apenas um estilo. Isso é ruim porque você não se destaca verdadeiramente em algo. As pessoas vão pra ver um show de baile e não você, o tempo de show é muito grande, cansativo, fora que fica quase impossível ter um trabalho próprio. Geralmente, bandas de baile não gravam cd´s, pois só tocam as músicas de outros artistas. Não têm muita liberdade pra criar, fazer arranjos... Mas tenho um respeito enoooorme por esses profissionais exatamente pelo tanto que eles trabalham e são bons, tocam como se fosse um cd mesmo!

    ACESSA.com - Você já trabalhou como cover da Ivete. Como foi a experiência e por que parou?
    Fernanda Garcya - Fiz cover por pouquíssimo tempo e vi que não era minha praia copiar ninguém. Infelizmente, muitas pessoas até há pouco achavam que eu era sósia da Ivete, que a imitava. Tudo porque algumas me acham parecida com ela. Então, às vezes, acontecia de eu chegar a uma cidade e ver no cartaz de todo tamanho: "Fernanda Garcya cover da Ivete Sangalo". A gente trabalha feito louco, não tem folga e as pessoas insistem em uma coisa que é irreal? De qualquer forma já conseguiram perceber que isso não tem nada a ver e aprenderam a me respeitar por mim mesma. Amo e admiro muito a Ivete, é uma honra me associarem à ela, mas tudo tem um limite. Cover é quem imita e isso absolutamente, não faço.

    ACESSA.com - Porque escolheu o estilo musical que defende?
    Fernanda Garcya - A música baiana é a mais alegre que conheço. É um movimento que atrai multidões, que toma o corpo das pessoas e as fazem sair como loucas atrás de um trio elétrico, cantando com as mãos pra cima! Isso é mágico, é lindo. Eu sou apaixonada por música, gosto de todos os estilos quase, mas não conseguiria cantar quietinha, sem fazer palhaçada, sem pular como uma cabrita, sem botar o povo pra pular!! Sem trio, carnaval, não vivo. E acho também que meu timbre de voz e meu gênio combinam bem com o axé.

    Público no show

    ACESSA.com - O que acha das micaretas, carnavais fora de época de Minas Gerais?
    Fernanda Garcya - Muito bom!! Minas Gerais é o estado que mais consome música baiana depois da Bahia. As bandas de lá estão fazendo fortuna aqui, meu irmão( risos)!! Minas tem um povo muito alegre que gosta demais de um trio elétrico, dessa música, dessa bagunça. Por isso esse movimento se espalhou por todo o estado. Muitas cidades pequenas, com uma população até escassa têm feito festas assim e surpreendendo pela infra-estrutura e profissionalismo. O povo sabe muito bem como se portar num carnaval fora de época mesmo sem nunca ter ido a um. Parece que é orgânico, instinto mesmo.

    ACESSA.com - Já conhecia Juiz de Fora? Já tinha tocado aqui?
    Fernanda Garcya - Nunca tinha ido à Juiz de Fora e, infelizmente, não pude conhecer a cidade, pois não deu tempo mesmo. Mas pelo pouco que andei pela cidade de ônibus vi que é uma lugar bem organizado e de pessoas muito bonitas.

    ACESSA.com - Como foi a experiência nos dois dias na cidade?
    Fernanda Garcya - Foi ótimo! A galera daí é muito animada, calorosa, educada, receptiva, enfim, me trataram com muito carinho e respeito. Gostei muito dos dois shows e só tenho a elogiar a organização do evento que foi perfeita! Trio elétrico bom, camarim legal, espaço físico bacana, abadás bonitos. Eu quase morri de frio, né??(risos) Mas pelo visto as pessoas não estavam ligando muito pra isso não!! Espero que tenham gostado da gente e que possamos voltar mais vezes!

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.