• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura

    Érika Machado

    Cantora mineira se apresenta pela primeira vez em Juiz de Fora, com o show do CD "No cimento", produzido por Jonh Ulhoa, do Pato Fu


    Fernanda Leonel
    Repórter
    30/08/2007

    Secador, maçã e lente. Se você não consegue imaginar como essas três coisas podem funcionar juntas, saiba que Érika Machado descobriu a fórmula e transformou, junto com Juliana Mafra, em uma música de sucesso.

    Mas Érika é assim. Uma mistura de várias coisas que dão certo. Depois da história da maçã, vieram também as junções de "girafa, amor e avião", no refrão de "As coisas". E se você quiser pirar de vez, entenda que "tudo que explica o alicate cremoso" também pode ser poesia para tocar no rádio de Érika.

    Toda a diferença, em um mercado cheio de coisas iguais e voltadas para o que é mais fácil de agradar, acabou gerando bons frutos. No ano passado, essa mineira de Belo Horizonte conquistou o prêmio de Artista Revelação 2006 da Associação Paulista de Críticos de Arte.

    Érika é também a queridinha de Ronaldo Fraga, estilista de renome internacional e louco por música brasileira. A cantora fez a trilha sonora de Festa no Céu especialmente para o desfile de Fraga no São Paulo Fashion Week de 2006.

    foto de Érika Machado foto de Érika Machado

    Para completar, digamos que John Ulhoa (na foto abaixo, com Érika), do Pato Fu, também assina embaixo, literalmente, nas suas produções. Tanto, que o CD "No cimento", que Érika apresenta neste sábado, dia 1º de setembro, no Café Muzik, foi produzido por ele. O disco foi gravado entre junho e setembro de 2005 e traz somente canções próprias.

    "Foi um momento muito feliz o meu encontro com o John. O CD foi gravado no estúdio dele e eu fiquei muito feliz quando fiquei sabendo que ele já conhecia um trabalho anterior meu, feito na minha casa, e que já gostava da proposta", diz

    foto de Érika Machado foto de Érika Machado

    O show do Muzik marca também o encontro da cantora com o DJ Marcelinho da Lua, integrante do grupo carioca Bossacucanova, que se apresenta com suas pickups logo após o show de Érika. Marcelinho foi bicampeão no VMB da MTV e conquistou o prêmio de melhor clipe de música eletrônica, com Cotidiano (2004) e Refazenda (2005). Os dois vão dividir o palco pela primeira vez desde que firmaram parceria, ainda no primeiro disco da cantora.

    "Eu conheço Juiz de Fora só de passagem, mas nunca nem fiquei direito na cidade. A gente está apostando muito que o show vai ser muito legal. A expectativa está grande", diz, em tom convidativo.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.