• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura

    Flávio Venturini e Guilherme Arantes juntos no Central Dupla traz para Juiz de Fora os maiores sucessos de cada carreira


    Guilherme Arêas
    Repórter
    12/11/2008

    O palco do Cine-Theatro Central, acostumado a receber grandes artistas brasileiros, dessa vez, recebe dois dos maiores nomes da música nacional. Flávio Venturini e Guilherme Arantes se apresentam nesta quinta-feira, 13 de novembro, e prometem surpresa para os casais que forem ao show.

    Entre as canções, a maioria já é conhecida do grande público como Todo Azul do Mar, Amanhã , Noites com Sol, Deixa Chover, Espanhola e Um Dia Um Adeus.

    No show, meio improvisado, os amigos ainda emprestam suas vozes para cantar as canções do outro. A admiração mútua entre os compositores é evidente. Não é à toa que eles se apresentam juntos há mais de seis anos.

    Flávio Venturini que, em 2006, lançou o CD de inéditas Canção sem fim, se prepara para lançar DVD Não se apague essa noite. Guilherme Arantes acaba de lançar o CD de inéditas Lótus, com baladas, pop e bossa-nova contemporânea. Na apresentação em Juiz de Fora, eles também vão mostrar músicas dessa nova fase de suas carreiras.

    Guilherme Arantes tem mais de 240 músicas gravadas pelos mais diferentes intérpretes como Elis Regina, Caetano Veloso, Roberto Carlos, Fafá de Belém, Leila Pinheiro, Cor do Som, Vanusa, Maria Betânia, Zizi Possi, Pena Branca & Xavantinho, Nenhum de Nós, Claudinho e Buchecha, Banda Eva, Paulo Ricardo, Blitz e Martn'ália.

    A lista de intérpretes de Flávio Venturini também é diversa. Leila Pinheiro, Jane Duboc, Emílio Santiago, Simone, Milton Nascimento, Nana Caymmi, Jorge Vercilo, Roupa Nova, Beto Guedes, Tito Madi, Renato Russo, Peter Gabriel e Michael Brecker entre outros já gravaram seus sucesso.

    Antes de viajar para Juiz de Fora e encantar o público com seus maiores sucessos, Flávio Venturini conversou com o Portal ACESSA.com:

    ACESSA.com - Como será o show no Central? Vocês dividem o palco o tempo todo?

    Flávio Venturini - Normalmente, nós entramos juntos e tocamos duas ou três músicas. Depois fica um dos dois no palco. Isso a gente decide na hora. No final nós voltamos e tocamos juntos umas seis ou sete músicas.

    ACESSA.com - Esse show existe desde quando?

    Flávio Venturini - Tem muito tempo. Eu nem sei dizer desde quando. Nós nuca fizemos turnê, mas o show sempre acontece em alguns lugares. Nós fizemos muito Rio e São Paulo.

    ACESSA.com - E como é a relação entre vocês dois?

    Flávio Venturini - Nós somos muito amigos. O Guilherme é um amigo querido. Mas musicalmente nunca compomos nada juntos. Temos esses encontros, em que um toca a música do outro. É uma coisa de curtir o trabalho do outro. O show é legal porque são muitos sucessos. Juntando os sucessos do Guilherme e os meus, é um show praticamente de hits. É gostoso para a platéia e estamos tendo uma resposta interessante do público.

    Foto de Flávio Venturini

    ACESSA.com - O público vai poder ouvir alguma música inédita?

    Flávio Venturini - Na minha parte eu devo mostrar alguma coisa inédita do DVD Não se apague essa noite, que estou lançando em março (de 2009).

    ACESSA.com - Você voltou a morar em Belo Horizonte, sua terra natal, há pouco tempo. O quanto essa volta às origens influenciou esse novo trabalho?

    Flávio Venturini - Houve um encontro com o Clube da Esquina, com o pessoal todo. Foi legal voltar para Minas, um lugar mais tranqüilo, perto dos amigos e da família.

    ACESSA.com - Quando falamos em música mineira logo pensamos em Clube da Esquina, 14 BIS... Você acompanha os novos nomes da música mineira hoje? O que você acha?

    Flávio Venturini - Eu acompanho alguns nomes que, inclusive, fazem parte do meu DVD, como Marina Machado, Flávio Henrique... Tem muita gente nova lá. Aos poucos eu estou conhecendo essa nova geração.

    ACESSA.com - Qual é a sua relação com o Central e com Juiz de Fora?

    Flávio Venturini - Eu já me apresentei várias vezes no Central. Eu conheci o teatro na época dos festivais. Depois ele foi reformado. Juiz de Fora é uma cidade que eu gosto muito de me apresentar. Já fui aí muitas vezes e fazia tempo que eu não voltava.

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.