• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura

    Empolga às 9 traz o verdadeiro Carnaval de rua cariocaGrupo garante fazer jus ao nome e proporcionar uma noite inesquecível em sua primeira vinda a Juiz de Fora

    Pablo Cordeiro
    *Colaboração
    27/01/2010

    Com muita descontração e alegria, o bloco carnavalesco de rua do Rio de Janeiro, Empolga às 9, promete trazer toda energia, amor e mistura de ritmos ecléticos para os juizforanos, num pré-carnaval banhado de animação carioca. O repertório vai do rock irreverente de Raul Seixas, ao frevo e ao maracatu, passando pela MPB de Tim Maia, com muito funk carioca e, claro, pelo samba. A formação garante fazer jus ao nome e proporcionar uma noite inesquecível em sua primeira vinda a Juiz de Fora.

    No circuito carnavalesco há sete anos, o Empolga às 9 nasceu da ideia do jornalista e empresário, Daniel Koslinski, (foto abaixo em destaque), 33 anos. "Sempre gostei da Folia de Momo. Em 1997, estava fazendo reportagens sobre o Carnaval de rua. Na época, a festa estava muito fraca, pois as pessoas viajavam e não tinham mais a cultura de curtir o Carnaval no Rio."

    Empolga às 9 - Daniel

    Após esta experiência jornalística, Koslinski se encantou ainda mais pela manifestação e, em 2002, procurou apaixonados como ele e decidiu dar início ao projeto. "Busquei na escola do Monobloco integrantes e interessados em tocar o bloco carnavalesco. Fizemos uma batucada na praia de Ipanema e nos apresentamos em eventos de amigos. Sempre com muita cerveja e samba. O nascimento foi dessa brincadeira, não tinha responsabilidade. Era só diversão."

    "Não importa, sou Empolga às 9"

    O primeiro Carnaval oficial da turma foi em 2003, um ano após a organização da equipe. De lá pra cá, o time já passou por Brasília, São Paulo e Minas Gerais. Na época, dificilmente um jornalista, um advogado, um produtor de televisão e até um cientista imaginariam tanta recepção positiva do público.

    O mix de profissões é um dos diferenciais para a amizade e integração do grupo. "Não temos uma dinâmica de banda. Nem todos trabalham necessariamente com a música. Profissionalizamos e crescemos junto com o Carnaval. Com tantas pessoas diferentes, criamos uma ligação de amor eterno, alegria e humor. Não apenas unicamente profissional."

    Empolga às 9 Empolga às 9 Empolga às 9

    A origem do nome se deu pela presença nas ruas dos blocos de empolgação, que faziam o Carnaval daquela época. O "às 9" é o ponto de encontro de saída do bloco. "Nove horas, no posto nove. Isto permanece até hoje", conta. Sobre as cores vermelha e branca, Koslinski comenta quando foram adotadas como uniforme do grupo. "As cores vieram do time de futebol Bangu. No início, falávamos 'fazer à Bangu', isto é, 'fazer de qualquer jeito', o que refletia o espírito do bloco. Depois, fizemos uma apresentação em um teatro cantando o hino do América - RJ e, como o uniforme também é vermelho e branco, simplesmente aconteceu", relata.

    Koslinski explica que toda a bateria atual veio da escola do Monobloco. "Por isso, nosso repertório é diversificado. Os blocos normais de empolgação saem com samba e enredo de escolas. Os tradicionais, com marchinhas. Pelo estudo da percussão, característica do Monobloco, desenvolvemos misturas de samba com outros ritmos, como forró, funk e nordestinos. Esta é a nossa revolução."

     

    Nem chuva segura a animação
    Empolga às 9

    O Empolga sai de dois pontos do Rio: Ipanema e Botafogo. Em 2004, o bloco começou a sair de Botafogo e, justamente na ocasião em que se deu esta inclusão de partida, ocorreu um dos momentos marcantes e de carinho dos foliões. "Não fazíamos normalmente Botafogo. Mas, como estávamos muito empolgados com o pessoal e com a festa, decidimos desfilar. Porém, um temporal caía do céu naquele dia. Não desistimos e arrastamos todos para o bloco. Tivemos uma receptividade e simpatia imensa do público por esta coragem. Foi maravilhoso", relembra. Desta ousadia, conta Koslinski, surgiu o verso: "Será que chove, será que chove, não importa, eu sou Empolga às 9". 

    O que esperar em Juiz de Fora
    Para o show na cidade, o jornalista, músico e apaixonado pelo samba promete mostrar para os mineiros um pouco do Carnaval de rua carioca e do descontrole, no bom sentido, do Empolga. "Vamos levar nosso arsenal completo de alegria e de empolgação para o público pular e dançar do começo ao fim. A galera vai explodir com muito samba, funk e marchinhas. O Rio de Janeiro vai virar novamente a cidade do Carnaval de rua do Brasil. É rua, folia e alegria." O Empolga às 9 se apresenta nesta sexta-feira, 29 de janeiro, no Cultural Bar (rua Deusdedith Salgado, 3955), às 23h.

    *Pablo Cordeiro é estudante do 9º período de Comunicação Social da UFJF

    Os textos são revisados por Madalena Fernandes

    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.