Marcius Melhem e Fabíula Nascimento trazem romantismo e humor a JF Os atores, que dão vida, no palco, ao casal Zeca e Fernanda, destacam a importância da química em cena para que o sucesso do espetáculo esteja garantido

Aline Furtado
Repórter
8/10/2010
Enfim, nós

A tônica do humor rápido e certeiro, envolta por uma atmosfera tipicamente romântica, chega a Juiz de Fora no próximo final de semana, trazida pelos atores Marcius Melhem e Fabíula Nascimento.

Conhecido por personagens voltados para o humor, Marcius Melhem está no ar na Rede Globo, no programa Caras de Pau. O ator, que interpretou o trapalhão Radesh, na novela Caminho das Índias, dá vida a uma das pontas do casal responsável pela comédia romântica Enfim, nós.

Ao lado de Zeca, personagem de Melhem, Fernanda é interpretada pela atriz Fabíula Nascimento, conhecida pela personagem Jaqueline, esposa do tenente Wilson (de Murilo Benício), da série global Força Tarefa. Em entrevista ao Portal ACESSA.com, os atores destacam a importância da química em cena, o que, segundo eles, reflete diretamente na reação do público. "Digo, sem medo de errar, que eu e Fabíula batemos uma bola redondinha. Estamos afinados em cena e muito felizes", destaca Melhem.

Ele lembra que o início da parceria entre eles ocorreu durante o quadro do Fantástico, chamado Exagerados. "Ali vimos que tinha química e, quando eu resolvi fazer a peça, pensei logo nela, que topou na hora." De acordo com o ator, não foram necessárias preparações especiais para a interpretação do casal. "Basta termos vivido. Todo casal já passou, de alguma forma, pelas situações apresentadas ao longo do espetáculo."

A peça Enfim, nós conta a história do casal de Zeca e Fernanda, que irão passar o primeiro Dia dos Namorados juntos, desde que passaram a dividir a mesma casa. Contudo, naquela que seria uma noite romântica, devido a um acidente, eles acabam por ficar trancados no banheiro. É justamente no momento em que estão trancafiados, que se deparam com situações inusitadas e engraçadas.

"As pessoas se identificam com o que veem. As mulheres, por exemplo, gostam de ouvir um "Eu te amo" ou "Sim, meu amor, é você quem manda"", lembra Fabíula. Ela destaca que considera importante o momento de discutir relacionamento. "É bacana colocar as coisas em pratos limpos, renovar os contratos. Mas acredito que as ações são mais importante que as palavras."



Enfim, nós
Planos

Considerado um veterano na comédia, Melhem afirma ter vontade de interpretar papéis de outro gênero. "Mas por enquanto estou feliz no humor, trabalhando com quem eu gosto, nas turmas que escolhi." Entre os artistas que serviram como inspiração para o ator estão Golias, Chico Anysio, Jô Soares, Gordo e Magro, Jerry Lewis e Chaplin,  entre outros.

Da nova geração, Melhem lembra que ainda não teve oportunidade de trabalhar com a atriz Débora Lamm. "São muitas pessoas com as quais gostaria de dividir o palco, mas ando apaixonado por ela.  Creio que será bárbaro quando o encontro acontecer no palco."

Sobre cinema, o ator afirma que os convites para atuação na tela grande nunca ocorreram. "Os convites nunca pintaram e acho a velocidade das coisas muito lenta. Da ideia à exibição lá se vão uns três anos, pelo menos. Para depois ficar um mês em cartaz, se tanto, e virar DVD. Não tenho paciência nem para sentar e escrever um roteiro."

Os textos são revisados por Thaísa Hosken

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.