• Assinantes
  • Autenticação
  • Zona Pink

    Marcos Trajano
    Presidente do Movimento Gay de Minas Gerais

    Colaboração: Renata Silva
    04/08/2004

    O diretor do Movimento Gay de Minas, Marcos Trajano, fala sobre a programação da Semana Gay em JF e convida toda a população para participar da festa!


    "Juiz de Fora vai bombar!" Assim define o diretor do Movimento Gay de Minas, Marcos Trajano, quando o assunto é a VII edição da Rainbow Fest.

    Em entrevista exclusiva à ACESSA.com, Trajano fala de assuntos polêmicos, como a transferência do Miss Brasil Gay para o Rio de Janeiro e das questões que envolveram o assunto. Ele revela ainda as novidades sobre a programação da Rainbow, incluindo seminários, shows e a Parada da Cidadania e do Orgulho GLBT.

    Além disso, fornece cada detalhe do estreante Gay Brasil Show, festa que irá acontecer no mesmo dia do concurso e onde as 15 melhores Drags do Brasil se apresentarão em diferentes categorias.

    ACESSA.com - Qual a opinião do MGM sobre a transferência do Miss Brasil Gay para o RJ?
    Marcos Trajano - Nós ficamos extremamente chateados com essa transferência porque o Rainbow Fest, que é o carro-chefe do MGM, veio em função do próprio Miss Brasil. Há 28 anos, a festa já movimenta a cidade e nós chegamos para falar da questão da cidadania, de prevenção e tudo mais. Ficamos muito surpresos com essa efetiva mudança e nas primeiras 48 horas que sucederam a transferência, tentamos falar com o Chiquinho insistentemente. Tentamos articular com a Prefeitura, com o sindicato dos hotéis, no sentido de estar revendo essa posição do Chiquinho e até auxiliando no que fosse possível para que a festa se mantivesse.

    ACESSA.com - O Miss Brasil Gay perde com essa transferência?
    Marcos Trajano - O Rio de Janeiro é uma cidade extremamente cosmopolita, aqui em Juiz de Fora a festa era "o evento", lá, a festa será só mais um evento. Eu costumo dizer o seguinte: "Calçadão da rua Halfeld só tem em Juiz de Fora". Eu acho que o Miss perde a característica popular que ele tinha na cidade. É lamentável e eu espero que o Chiquinho reveja essa posição.

    ACESSA.com - Quais foram as medidas tomadas pelo MGM?
    Marcos Trajano - A cidade não poderia ficar órfã nesse sentido. Não poderíamos também acompanhar o Chiquinho nessa transferência porque como fazer a Parada do Orgulho Gay de JF, na cidade do Rio de Janeiro? Por isso, resolvemos manter a Semana do Orgulho Gay aqui, no sentido de não prejudicar a comunidade. Criamos então, o Gay Brasil Show, que tem um formato completamente diferenciado do Miss Brasil Gay.

    ACESSA.com - Como será o Gay Brasil Show?
    Marcos Trajano - Será um festival de drags queens, onde convidaremos os 15 maiores e melhores shows de drags do Brasil. A festa terá um perfil mais dinâmico e não será igual ou parecida com o Miss. Inclusive, estamos viajando para São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba e Brasília para captar esses shows. Ele será realizado no mesmo dia do Miss, dia 21, a partir das 21h, no Ginásio do Sport. A partir da 1h, o clube irá se transformar na maior festa gay que o Brasil já viu.

    ACESSA.com - Quais são as novidades para a 7ª edição Rainbow Fest?
    Marcos Trajano - Para este ano, mudamos um pouco o formato. Antecipamos as palestras e seminários, porque até o ano passado, todos eles rolavam na semana da Rainbow. Porém, percebemos que já na quarta-feira, o povo vai ficando mais voltado para as baladas. Por esse motivo, já fizemos os seminários com taxistas e empresários e haverá ainda o seminário Homossexualidade e Escola, nos dias 13 e 14, portanto uma semana antes da festa.

    ACESSA.com - Como será a parte festiva?
    Marcos Trajano - No dia 16, começa a parte cultural, com o Festival de Cinema, com temática homossexual e a partir do dia 18, começam os shows de artistas locais, como Ana Terra, Myllena Varginha e Silvera Castanõn, todos na Praça Antônio Carlos. Para o show de encerramento, estamos fechando com um artista de fora, mas ainda não está confirmado. Será tudo gratuito. Haverá também Feira Mix e barraquinhas na praça.

    ACESSA.com - E o tão esperado sábado?
    Marcos Trajano - No sábado, vamos ter a 2ª Parada da Cidadania e do Orgulho GLBT, com concentração no Parque Halfeld, a partir das 12h. Aí, todo aquele fervo de gente no calçadão, com drag circulando, vai rolar. No total, serão seis trios-elétricos e cerca de 20 mil pessoas. Contaremos com a participação de movimentos sociais, como idosos, mulheres, deficientes e negros.

    ACESSA.com - Qual o principal objetivo da Parada Gay?
    Marcos Trajano - O grande objetivo da Parada é uma questão política e de cidadania. Estamos pedindo políticas públicas, de inclusão social, não só para os gays, mas para todos os grupos ditos vulneráveis e excluídos. Então, estamos convidando toda essa galera para estar com a gente na Avenida Rio Branco.

    Opine! Clique para ler a opinião dos internautas sobre a ida do Miss Brasil Gay para o Rio

    Renata Silva é estudante do 7º período de Comunicação da UFJF

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.