• Assinantes
  • Animais

    Saiba como proteger os animais domésticos dos barulho dos fogos de artifício

    Nome do Colunista Daniele Milione 30/12/2017

    Embora os fogos de artifício sejam apreciados pelos seres humanos, o som e o brilho produzidos são fontes de perturbação para inúmeras espécies de animais domésticos e silvestres.

    Toda espécie animal possui características e particularidades que precisam ser respeitadas para que seu bem-estar seja garantido, destacando-se a sensibilidade auditiva.

    Existem relatos que as aves caem sem motivo aparente, após episódios de fogos próximo ao seu habitat e, até mesmo, abandono de ninhos, pois muitos pássaros se assustam, a ponto de saírem desorientados voando por grandes distâncias a ponto de se perderem e acabarem por abandonar seus ninhos.

    Alguns animais domésticos, como cão, gato, porco, cavalo, boi e carneiro são mais sensíveis a ruídos de alta frequência do que o homem. O nível de medo é proporcional à intensidade do estímulo e pode diminuir ou cessar após um processo de habituação, já a fobia é uma resposta de medo intensa e desproporcional, pois não depende da intensidade do estímulo e tanto pode aparecer após um único episódio de exposição, como também após exposições repetitivas, dependendo das características individuais e da experiência prévia de cada animal.

    Os estímulos associados ao medo desencadeiam respostas fisiológicas de estresse agudo, por meio da ativação do sistema neuroendócrino, que resulta em uma resposta de luta ou fuga, observada por meio do aumento da frequência cardíaca, vasoconstrição periférica, dilatação da pupila, piloereção e alterações no metabolismo da glicose. O animal movido pelo medo, procura se afastar do estímulo estressor, tentando se esconder dentro ou embaixo de móveis ou espaços restritos; pode tentar fugir pela janela, cavar buracos, tornar-se agressivo; apresentar salivação excessiva, respiração ofegante, diarreia temporária; urinar ou defecar involuntariamente; as aves podem abandonar seu ninho em revoada. Há também possibilidade de ocorrer acidentes durante a tentativa de fuga, tais como atropelamentos, quedas, colisões ou o desaparecimento do animal, que pode percorrer longas distâncias em estado de pânico e depois não conseguir retornar ao seu local de origem.

    Pesquisas revelam que o medo do som de trovão, por exemplo, pode surgir secundariamente ao trauma causado pelo medo dos fogos, segundo trabalho sobre Bioética Ambiental, do Centro Universitário São Camilo. Este trabalho científico, revela que alguns proprietários relatam sinais comportamentais de medo, tais como procurar pessoas para se proteger, tremer, se esconder, fugir ou latir, além de casos graves decorrentes do estresse gerado pelo medo dos fogos, tais como: atropelamentos, insuficiência cardíaca após convulsão, crise de bronquite aguda, desorientação e até aborto em coelhos.

    Existem medidas que podem atenuar o problema, como as técnicas de dessensibilização, tratamentos com ansiolíticos e sedativos que minimizam os efeitos do estresse e do medo, além disso, os proprietários podem encontrar lugares para proteger seus cães. Estas medidas citadas são paliativas e não contemplam os animais de vida livre e os de produção, além de exigirem um conhecimento técnico especializado, muitas vezes inacessível, por isso, a solução mais eficiente é evitar a origem do problema, que seria o uso de foguetes sem muitos ruídos ou não se usar, como acontece em algumas cidades de países da Europa.

    Hoje dispomos de recursos como tratamentos com florais, homeopatia e até remédios que simulam hormônios maternos (análogos sintéticos do odor materno canino) em spray ou aparelhos para colocar em tomadas dentro de casa ou em canis. O indicado é procurar auxílio de um médico veterinário antes que se iniciem os períodos de fogos, na tentativa de minimizar os efeitos nocivos que os mesmos causam.

    Espero ter ajudado.

    Um excelente 2018 para todos internautas e que neste ano que virá, tenhamos menos maus tratos e mais demonstração de amor e carinho a nossos amigos peludos e de penas.

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.