• Assinantes
  • Casa

    Exposição Pinturas tipo brasileira

    Nome do Colunista Luiz Henrique Duarte 8/09/2017

    A arte contemporânea está sempre em mutação, rompendo as barreiras intelectuais do tempo e do espaço, como transformando a livre expressão de cada artista em várias interpretações ideológicas de cores e formas. As pinturas da atualidade, com características brasileiras, reúnem a metamorfose cultural de nosso país, baseando-se em autores diversificados, com identidades singulares, em que cada articulador é capaz de interpretar um contexto, através de suas criações peculiares e vivências periféricas da atualidade. Dentro da arquitetura moderna e no design de interiores, a arte pode ser denominada, como um prelúdio essencial para humanizar todos os projetos de interiores, propagando o expressionismo articulado para as composições dos espaços de vanguarda, sejam comerciais, corporativos ou residenciais. As obras de arte precisam de criar, em todos os ambientes que serão expostas, uma atmosfera aconchegante, compatível com o mobiliário, a paleta de cores e os adornos, identificando com o estilo e a personalidade de cada usuário ou colecionador.

    Pintura do tipo brasileira

    Todas as formas brasileiras de arte podem ser apreciadas e utilizadas na decoração de interiores, para criar uma identidade visual dentro dos vários tipos de ambientes, promovendo a efervescência dos espaços, de acordo com o gosto pessoal de cada apreciador das peças artísticas. As "Pinturas do tipo brasileira" são inspiradas, através dos desejos modernistas de totalidade e baseadas na apreensão tipológica ou taxonômica, apresentando articulações em algumas obras circunscritas no campo pictórico, onde, para esta exposição, em cartaz na Hiato Ambiente de Arte, justapõe trabalhos de dimensões variadas e elementos estéticos plurais, compreendendo, desde, a silenciosa planaridade dos colorfields, às narrativas do cunho político, tudo, em uma espécie de transição de linguagens entre à figuração e a abstração.

    A Hiato, ambiente de arte, está comemorando, o seu début artístico, somando as suas intensas e variadas atividades ininterruptas, 15 anos, muito bem vividos, ovacionados pelo público e seus fiéis admiradores, fãs de vários projetos, os quais, reúnem artistas e intelectuais de diversas origens e pensamentos, para contribuírem com o conceito interpretativo de suas criações concretas e transitórias. Os mais importantes nomes do cenário artístico nacional e alguns de relevância internacional, já participaram de vernissages sui generis, mostrando as suas composições de maneira singular. Para celebrar esta comemoração, a mostra, tem curadoria de Renata Gesomino (Prof.ª  Dr.ª IART-UERJ e crítica de arte) e reúne um casting de artistas-plásticos brasileiros atuantes. Com uma intrépida paleta de cores em profusão, exibindo uniformemente várias nuances de tonalidades diferentes, formando uma espécie de flores circulares sobrepostas, todas simetricamente simbolizando uma majestosa mandala expressionista, o artista Marcos Cardoso, da cidade histórica fluminense de Paraty, é um dos nomes mais valorizados de nosso cenário nacional, onde, todas as sua obras, sintetizam a propagação e a vivacidade artística. "A curadora desta exposição, quis mostrar uma pegada brasileira e não europeia, esta exposição, também aconteceu no Rio de Janeiro, porém, em formato menor", afirma o artista plástico Petrillo, idealizador e proprietário da Hiato.

    Outras obras, como do artista-plástico Edmilson Nunes, chamam à atenção dos espectadores, e rouba todas às cenas, devido ao mix de materiais trabalhados, fugindo dos elementos tradicionais decorrentes da pintura. Uma carta, escrita sobre uma pintura, retrata às questões da afetividade, e apresenta várias frases e palavras saudosistas, ora simples, outras complicadas de entender, dependendo de quem lê e venha interpretar. "A arte, de um modo geral, tem essa característica, às vezes, um percebe por um viés e outros percebem de outra maneira", explica Petrillo.

    Entretanto, muitos materiais são expostos de forma inquestionável, irradiando uma sensação plena de novas possibilidades para criar e propagar à arte, como fez o artista Júlio Ferreira Sekiguchi, reaproveitando uma espécie de metal, desgastado, através da ação da natureza como tela, em uma arte muito mais que contemporânea e sólida. De Juiz de Fora, retratando uma mulher, com um espelho nas mãos, dentro de um bosque ou reduto de árvores, à intérprete e professora Priscilla de Paula, utilizou o verde em profusão, em uma paleta de cores leve, mostrando tranquilidade e serenidade. A obra de Petrillo, para esta mostra comemorativa, é uma tela vertical, toda pintada em azul e dourado, e foi inspirada nas cores dos tradicionais azulejos de Portugal, retratando às janelas europeias, ou seja, às janelas de Veneza, uma das cidades, mais românticas da Europa. O artista, retrata cores sóbrias em suas criações e nesta fase, tonalidades estão aflorando sobre seu instinto ilustrativo. "Eu costumo dizer que não sou muito colorido, então, quando sou colorido, sou monocrático, adoto uma ou duas cores", sintetiza o artista.

    Outros nomes como Antônio Bokel, Bet Kaytona, Cynthia Vasconcellos, Fátima Junqueira, Geraldo Souza Dias, Jorge Duarte, Manfredo de Souza Netto, Mirela Luz, Osvaldo Carvalho e Raimundo Rodrigues, também sintetizam os trabalhos expostos nesta periférica e sublime retratação das pinturas do tipo brasileira. "As pessoas ficam surpresas desta galeria completar quinze anos de atividades artísticas privada, e à Hiato, surgiu para ser um pólo aglutinador de cultura para à cidade e temos essa predisposição ", finaliza Petrillo.

    Saiba expor e usar

    As obras de arte podem ser expostas em todos os ambientes projetados, basta, saber analisar, vivenciar o seu legado e escolher uma peça, a qual, você identifique-se com ela. É preciso observar às dimensões de seu espaço, assim, como as medidas da tela ou objeto de arte, para não causar uma desproporção dentro de seu ambiente. Observe também, a paleta de cores e o mobiliário, certificando-se dos revestimentos e até da luminotécnica do ambiente onde à obra será exposta. Sua tela, será destacada com uma iluminação correta, e poderá ser exposta adequadamente, de acordo com o layout do seu espaço, conquistando um suntuoso papel na sua decoração de interiores.

    Viva à arte escultórica e as pinturas do tipo brasileira, que expressam conteúdos narravitivos em forma de símbolos poéticos com à mais pura das interpretações!

    As fotos de Angeliza Lopes Aquino registram.

    Luiz Henrique Duarte é Bacharel em direito, designer de interiores graduado, jornalista apaixonado por arte clássica e contemporânea, boa música, arquitetura e tudo relacionado à estética do bem viver.

    Os autores dos artigos assumem inteira responsabilidade pelo conteúdo dos textos de sua autoria. A opinião dos autores não necessariamente expressa a linha editorial e a visão do Portal ACESSA.com

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.