Cidade

Chuva causa estragos na Zona da Mata Mineira Enchentes e deslizamentos de terra atingem a região. Cidades de Ubá, Muriaé e Senador Firmino têm grande número de desalojados e desabrigados

Priscila magalhães
Repórter
Madalena Fernandes
Revisão
17/12/2008

A chuva que atinge a Zona da Mata Mineira desde a última segunda-feira, 15 de dezembro, já causa estragos. Em Muriaé, a situação é mais tensa, já que os três rios que cortam a cidade - Muriaé, Preto e Glória - transbordaram. A Defesa Civil de Minas Gerais divulgou que o acumulado pluviométrico na cidade é de 118,5mm, em cerca de 72 horas de chuva.

De acordo com o comandante do 2º Pelotão de Bombeiros Militar de Muriaé, tenente Patrick Tavares Gomes, oito bairros estão inundados, 15 mil pessoas estão desalojadas e outras 40 mil foram indiretamente afetadas pela chuva, já que estão proibidas de se deslocarem. Também há desabrigados. Até a noite desta terça, dia 16, eram 42 pessoas, e estima-se que este número já tenha subido. "Ainda não temos os números exatos, mas acreditamos que já sejam mais de 200", diz.

Enchente em Muriaé Enchente em Muriaé

Ainda segundo o tenente, em certos momentos não há acesso a determinados bairros, pois há passagens interditadas, como é o caso das pontes do bairro da Barra e da Dr. Brun. A última liga o centro da cidade à BR-356. Os bairros Dornelas, Napoleão, Santana e outros daquela região estão sem passagem. A BR-356, que liga Muriaé a Itaperuna, está interditada nos dois sentidos. A BR-116 está em uma pista no sentido Leopoldina. O cano que leva água às regiões do Marambaia, Vale Verde, Encoberta e demais bairros foi danificado, e o fornecimento de água será feito através de carro pipa. A orientação é que a população economize água.

Para o tenente Patrick, a situação em Muriaé é mais grave do que o ocorrido em janeiro de 2007, quando a cidade passou por quatro enchentes em 25 dias . "A de hoje é mais grave que aquelas quatro, e, naquela época, houve o rompimento da barragem da mineradora, que agravou a situação", avalia ele, completando que a água já chegou em locais não atingidos no ano passado.

Enchente em Muriaé Enchente em Muriaé

Os bombeiros ainda estão trabalhando no resgate de pessoas ilhadas, que insistiram em permanecer em suas residências. Até o fechamento desta nota não há registros de pessoas desaparecidas. "É provável que não haja vítimas fatais", completa o tenente.

Rio Ubá transbordou

A cidade de Ubá também tem pontos de alagamento, mas, segundo o bombeiro da 3ª Cia. de Bombeiros Militar, subtenente Moraes, a situação está se normalizando, pois o rio Ubá, que subiu em toda a cidade, está começando a descer. A população ribeirinha de alguns bairros foi afetada, e comerciantes da avenida Comendador Jacinto Soares de Souza Lima (avenida Beira Rio), no centro, tiveram que suspender mercadorias para evitar prejuízo. "Passamos orientações para que eles levantassem os objetos, evitando outra tragédia", diz ele, se referindo à enchente que atingiu a cidade em janeiro deste ano.

São quase 30 pessoas desabrigadas e três famílias desalojadas, segundo o secretário de Ação Social da Prefeitura de Ubá, Ademir de Paula. As pessoas foram levadas para o albergue noturno, onde estão recebendo comida, roupas e vão passar a noite. "Essas famílias perderam tudo e querem ajuda para reconstruir o que foi destruído", diz o secretário.

Enchente em Ubá Enchente em Ubá Enchente em Ubá

Assistentes sociais e o Corpo de Bombeiros vão encaminhar laudos à Secretaria de Ação Social nesta quinta-feira, 18 de dezembro. Com o material em mãos, Ademir de Paula apresentará a situação ao prefeito da cidade. "Vamos ver como podemos ajudar." Bombeiros ainda realizam vistorias em locais de risco da cidade e orientam a população.

Outras cidades
Guidoval

Uma equipe da 3ª Cia. de Bombeiros Militar de Ubá está em Guidoval, onde a enchente atingiu a população. Segundo o subtenente Moraes, a situação também está se normalizando, pois a intensidade da chuva está diminuindo e água começando a baixar. Entretanto, a ponte de acesso à cidade, na MGT-120, que liga Guidoval a Ubá, está interditada.

Dona Euzébia

Outra equipe da 3ª Cia. de Bombeiros Militar de Ubá está em Guidoval. De acordo com o subtenente Moraes, a enchente deixou 700 pessoas desabrigadas.

Ervália

Na madrugada desta terça-feira, dia 16, quatro pessoas de uma mesma família morreram soterradas depois do deslizamento de uma encosta sobre a residência em que estavam, em Ervália, no bairro Morro Roi. A edificação está com a estrutura comprometida, e a defesa civil analisa a possibilidade de remover outras famílias próximas ao local. A Defesa Civil de Minas Gerais enviou uma equipe para auxiliar nos trabalhos e apoiar as famílias afetadas. A 3ª Cia. de Bombeiros Militar de Ubá mantém equipes no local, realizando vistorias preventivas até esta sexta, dia 19.

Senador Firmino

Uma equipe da 3ª Cia. de Bombeiros Militar de Ubá também está em Senador Firmino, onde cerca de 800 pessoas estão desalojadas e cem desabrigadas por causa de enchentes na zona urbana e rural. Os desabrigados foram encaminhados a uma escola pública. Houve deslizamentos de terra, pontes foram destruídas e estradas interrompidas.

Miraí

A cidade de Miraí foi afetada por deslizamentos de terra e inundações em área urbana e rural. No distrito de Dores da Vitória, um deslizamento soterrou duas pessoas na manhã desta terça, dia 16. Segundo a Defesa Civil, as vítimas foram levadas para o hospital de Miraí e permanecem internadas.

Cataguases

Enchente em Cataguases Segundo o internauta Cilenio Souza, de Cataguases, as águas do rio Pomba e de seus afluentes subiram na madrugada desta quarta, dia 17. Os moradores das partes mais baixas da cidade foram surpreendidos e não tiveram tempo de retirar seus pertences. Segundo ele, as águas do rio continuam subindo, deixando os moradores em situação delicada. "A população está abalada."


Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.

Adrieli Fonseca: olá boa noite estou super preocupada pois tomo anticoncepcional e esqueci de toma um dia e transei com meu namorado, só que a noite quando cheguei tomei o de ontem que tinha esquecido e o do dia e continuei tomando regularmente os que faltavam, só que até agora não desceu o que será????

Franciane Santos: eu tomo o normamor mais tava em falta nas farmacia ai eu menstruei e no quarto dia eu nao tomei so tomei com 8 dias e eu ando sentindo enjos tem pocibilidade de eu estar gravida

Eduardo Oliveira: minha esposa toma o anticoncepcional SELENE minha pergunta e a seguinte. uma pilula do SELENE tomada apos uma relação pode fazer o mesmo Efeito que uma PILULA DO DIA SEGUINTE?

Thais Cristina: Eu estou tomando o cerazette ja tem 1 ano e 3 meses o Go disse que eu poderia estar trocando para outro anti?. decide tomar o selene, eu queria saber se apos terminar o ultimo comprimido do cerazette se no dia seguinte ja posso tomar o selene ou devo esperar a mestruação descer para começar como selene

Isabela Silva: alguem pode me respnder? tomo perlutan a 5 meses. mês passado tomei dia 29 e esse mes hoje dia 17 ja mestruei o que devo fazer?

Gabriel Silveira: merda

Michelle Bonfim: Ola tenho 31 anos e a 12 faço o uso do microdiol mas meu marido fez a vasectomia e vou suspender o uso assim que estiver tudo ok,gostaria de saber se vou ter reações desagraveis devido a suspenção do mesmo? obrigado

Gleica Portela: alguem pode mi dizer se o anticoncepacional desogestrel faz parar de menstruar/?:

Fafá Morais Sampaio Silva: Adorei a idéia. Obrigada pela dica.

Marlucia Ferreira: DOUTOR , ESTAVA TOMANDO O SELENE A 1 MES, E NESSE MES JÁ IRIA PARA 2 MESES. E ANTES EU USAVA O INJETÁVEL. POREM NESSE MES INTERROMPI NO QUARTO DIA , POIS ESTOU QUERENDO ENGRAVIDAR. TENHO POSSIBILIDADES DE ENGRAVIDAR AINDA ESSE MES?

Ana Paula Guimaraes: gostei muito e fasio de fa'zer

Maria Eduarda: gostei muito e o unico q eu achei ensinando juntar os ovos

Odette Habermann Denzin: muito legal essas sugestões .vou tentar na próxima pascoa

Cristina Vinci: oiii

Margareth Cassar Schnabl: Adorei esse site! muito bom e fácil de usar.