Educação

Garis são responsáveis por serviço público essencial Servidores são admitidos por concurso público e enfrentam sol e chuva para deixar a cidade limpa. Preconceito e remuneração ainda são problemas

Clecius Campos
Repórter
15/5/2010

A limpeza urbana é sem dúvida um serviço público essencial para o funcionamento da cidade. Em Juiz de Fora, 120 servidores responsáveis pela varrição fazem o trabalho em 12 bairros, além da região central, no esquema de varrição fixa. Os garis, como são conhecidos, comemoram neste domingo, 16 de maio, o dia destinado especialmente a eles.

Os profissionais são admitidos por meio de concurso público pelo Departamento Municipal de Limpeza Urbana (Demlurb). De acordo com o diretor-geral do órgão, Aristóteles Faria, ao ser aprovado, o gari passa por testes físicos e exames médicos, que os comprovam aptos ou não para a função. "Atualmente há um concurso válido, realizado em 2007, que tem convocado novos funcionários, aos poucos. No último mês, 32 novos varredores tomaram posse."

Depois de empossados, os servidores passam por diversos treinamentos. Eles conhecem os equipamentos com os quais irão trabalhar, tais como as luvas e os sapatos adequados, e a forma ideal de manuseá-los. "Dessa forma, eles aprendem a melhor maneira de utilizar a vassoura e os cuidados com a postura ao pegar o lixo do chão, por exemplo." Aulas de cuidados no trânsito também são ministradas. "Além disso, desde 2009, todos os uniformes têm tarjas refletivas que sinalizam a presença dos garis nas ruas."

Cada gari é responsável por varrer área aproximada de 500 a 800 metros quadrados. A dimensão depende da condição física do servidor e do local onde trabalha. "Um jovem que recém-contratado consegue limpar mais que uma senhora que tem 20 anos de casa. Limpar o calçadão da Halfeld é mais difícil que varrer a Rio Branco, por exemplo. Todas essas variáveis são levadas em conta na hora da divisão das áreas e tarefas."

Mesmo com sol ou chuva o trabalho não para. Gari há 16 anos, Maria José da Silva está acostumada com as intempéries do dia a dia. "Se chover demais, a gente espera passar e depois volta ao trabalho. Com o sol quente não tem jeito, tem que varrer assim mesmo." Segundo Faria, os trabalhadores usam capas de chuva em mau tempo. O serviço fica inviabilizado se a chuva estiver forte demais. "O mau tempo não pode prejudicar a saúde do trabalhador." Para enfrentar o sol, os trabalhadores usam protetor solar, fornecido pelo Demlurb, que tem ação repelente contra insetos.

Foto de gari trabalhando Foto de gari trabalhando
Postura com população e preconceito

A postura que eles devem ter junto à sociedade também é doutrinada, periodicamente. "Este trabalho é contínuo. No próximo mês haverá outro treinamento nesse sentido com os servidores. Por isso eles estão sempre sorrindo e brincando com a população", afirma Faria. A varredora Creuza Penha de Paula é exemplo dessa boa convivência. Com 29 anos de experiência na profissão, ela não reclama do trato com o público. "O povo é excelente. Trata a gente com muito carinho e atenção. Os comerciantes oferecem água gelada e cafezinho. Se precisar ir ao banheiro, eles permitem também. Nunca tive problemas."

Já a servidora Maria de Lourdes Pereira sente que sofre preconceito. "Algumas pessoas acham que porque trabalhamos com a limpeza, estamos sujos. Nós usamos luvas e todo o equipamento necessário. Há uma certa falta de consideração." Ela pensa que uma boa campanha poderia melhorar a relação entre a comunidade e os trabalhadores. "Temos que lutar para que esse tipo de comportamento não prejudique nosso desempenho."

O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Juiz de Fora (Sinserpu), Cosme Nogueira, acredita que o fim do preconceito passa pela terminologia do cargo. "Sou um funcionário oriundo do Demlurb e conheço o problema. O nome gari tem ligação com o trabalhador que coletava lixo na época do Império. A nomenclatura ideal para os coletores é agente ambiental. É preciso valorizar esse profissional que cuida diretamente da qualidade de vida da cidade."

Remuneração ainda é impasse

Atualmente, a remuneração paga ao gari em início de carreira é de um salário mínimo: R$ 510. No entanto, o valor expresso em contracheque, denominado salário-base é de apenas R$ 389,36. "O restante é uma compensação, já que nenhum trabalhador pode receber menos que o mínimo", explica Cosme Nogueira. A grande luta da categoria é incorporar essa complementação ao salário-base.

A ideia é compartilhada por Maria de Lourdes, classificada como varredora A, já que tem apenas três anos de casa. "No fim das contas, nós recebemos o mínimo, mas na hora de comprovar renda, temos que apresentar apenas os R$ 389. Isso nos prejudica bastante." A carga horária pode ser de seis horas corridas ou oito horas com intervalo de duas horas para o almoço.

Segundo o diretor-geral do Demlurb, com a nova negociação salarial, a expectativa é de que a remuneração desses servidores passe para R$ 610, além do adicional de 40% de insalubridade. Os garis recebem ainda os vales-transporte e um kit lanche diário, contendo pão com queijo, um pedaço de bolo, uma fruta e iogurte. Nas trocas de turno é oferecida uma sopa para todos.

Os textos são revisados por Madalena Fernandes

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.

Sheila Rodrigues: Os estabelecimentos podem limitar o número de contas que cada cliente poderá pagar no caixa? Exemplo a Drogaria Araujo só aceita 5 contas por cliente, então eu tinha 7 contas para pagar, tive que pagar 5 e ir para o final da fila para pagar as outras 2 contas. Isso é um absurdo.

Ana Felício: boa tarde,eu comprei um carregador de bateria minha camera panasonic lumix dmc fh 28 e até agora ningueim entrou en contato comigo é assim que funciona? deixei meu tel e nada oque eu faço?

Gleide Farias: Boa Noite, Parei de tomar o adoless faz uma semana faz medo ? Ou tem problema? Pode engravidar ? Mim responda o breve possivel?

Lidianne Senna: O médico indicou Selene para eu tomar pq eu tenho ovário policisticos, mas eu estou amamentando, meu filho tem 1 ano e 5 meses e ja tem 3 semanas q tomo, gostaria de saber quais são os riscos para meu bebê de eu tomar selene e continuar amamentando?

Karina Valentim de Oliveira: Olá bom dia..eu gostaria de uma ajuda urgente por favor.. eu amamento minha filha de dois anos e 4 meses, quando ela estava com 1 ano e meio mais ou menos o anticoncepcional Micronor não estava fazendo efeito e eu estava menstruando duas vezes no mesmo mês e por isso meu ginecologista me indicou o depo provera... como era de se esperar eu fiquei sem menstruar, porém eu tomei a primeira injeção dia 28 de agosto e a segunda dia 28 de novembro e após isso eu iria ter que tomá-la dia 28 de fevereiro mas preferi não tomar mais pois os efeitos colaterais estavam muito intensos... porém hj é dia 26 de abril e minha menstruação sem sinal e gostaria de saber o q eu poderia fazer... eu já fiz um Beta HCG ontem dia 25 de manhã e deu negativo... o q tá me deixando maluca é que estou sentindo cólica e não desce a menstruação... me ajudem pois não sei o q devo fazer... obrigada

Salatiel Salomao Pessoa: Ola uma amiga minha,tomou DIAD a 15 Dias atras 24 horas apos a penetraçao, hoje e 28/04 e a mentruaçao dela nao veio ne normal pq nao se passou um mes,mais ela houve outra penetraçao ela quer saber se ela tomar o DIAD hoje vai ter algum problema?vai perde o efeito?

Tatiane Souza: Meu GO tb me receitou essa injeção , porém me arrependi. Agora não estou mais amamentando e gostaria e trocar por comprimido. Alguém sabe como devo proceder ? Assim que vencer o período é só iniciar com o comprimido ?

Adrieli Fonseca: olá boa noite estou super preocupada pois tomo anticoncepcional e esqueci de toma um dia e transei com meu namorado, só que a noite quando cheguei tomei o de ontem que tinha esquecido e o do dia e continuei tomando regularmente os que faltavam, só que até agora não desceu o que será????

Franciane Santos: eu tomo o normamor mais tava em falta nas farmacia ai eu menstruei e no quarto dia eu nao tomei so tomei com 8 dias e eu ando sentindo enjos tem pocibilidade de eu estar gravida

Eduardo Oliveira: minha esposa toma o anticoncepcional SELENE minha pergunta e a seguinte. uma pilula do SELENE tomada apos uma relação pode fazer o mesmo Efeito que uma PILULA DO DIA SEGUINTE?

Thais Cristina: Eu estou tomando o cerazette ja tem 1 ano e 3 meses o Go disse que eu poderia estar trocando para outro anti?. decide tomar o selene, eu queria saber se apos terminar o ultimo comprimido do cerazette se no dia seguinte ja posso tomar o selene ou devo esperar a mestruação descer para começar como selene

Isabela Silva: alguem pode me respnder? tomo perlutan a 5 meses. mês passado tomei dia 29 e esse mes hoje dia 17 ja mestruei o que devo fazer?

?G?a?b?r?i?e?l? S?i?l?v?e?i?r?a?: merda

Michelle Bonfim: Ola tenho 31 anos e a 12 faço o uso do microdiol mas meu marido fez a vasectomia e vou suspender o uso assim que estiver tudo ok,gostaria de saber se vou ter reações desagraveis devido a suspenção do mesmo? obrigado

Gleica Portela: alguem pode mi dizer se o anticoncepacional desogestrel faz parar de menstruar/?:

Fafá Morais Sampaio Silva: Adorei a idéia. Obrigada pela dica.

Marlucia Ferreira: DOUTOR , ESTAVA TOMANDO O SELENE A 1 MES, E NESSE MES JÁ IRIA PARA 2 MESES. E ANTES EU USAVA O INJETÁVEL. POREM NESSE MES INTERROMPI NO QUARTO DIA , POIS ESTOU QUERENDO ENGRAVIDAR. TENHO POSSIBILIDADES DE ENGRAVIDAR AINDA ESSE MES?

Ana Paula Guimaraes: gostei muito e fasio de fa'zer

Maria Eduarda: gostei muito e o unico q eu achei ensinando juntar os ovos

Odette Habermann Denzin: muito legal essas sugestões .vou tentar na próxima pascoa

Cristina Vinci: oiii

Margareth Cassar Schnabl: Adorei esse site! muito bom e fácil de usar.