Mulher

Customizando roupas A roupa velha que você ama pode ficar com cara nova e exclusiva,
basta um toque de criatividade para customizá-la

Sílvia Zoche
Repórter
20/01/2006
A artesã, Letícia Nogueira da Fonseca, fala sobre as vantagens de se transformar uma roupa. Clique no ícone ao lado para assistir ao vídeo e anotar as dicas da artesã


Quem é que já não passou um bocado de sufoco na hora de fazer uma "limpa" no guarda-roupa? Tem sempre aquela peça que você ama, mas já está pra lá de "gasta". Virar pano de chão nem pensar... e olha a roupa na gaveta outra vez! Isso sem falar naquele vestido comprado de última hora pra uma festa e que está lá no canto do armário, porque você não gostou.

A solução é customizar, ou seja, transformar, mudar radicalmente, "melhorando, colocando beleza à peça", como diz a artesã Letícia Nogueira Fonseca (foto abaixo), que possui um brechó há quase vinte anos. "É uma forma, também, de sair da padronização, do consumismo, dessa necessidade de ter que comprar uma peça todo dia", ressalta.

O termo customizar também é usado para reciclar móveis, paredes, pisos... ambientes inteiros. Mas o que ela vai ensinar é um passo-a-passo simples para reciclar uma blusa amarela, usando um recorte estampado de tecido, cola e linha.

Mais tarde, Letícia percebe que precisa de fita de renda e você vai saber o porquê. "Dificilmente, a pessoa vai conseguir fazer uma coisa igual a outra, mas observar e experimentar outras roupas são palavras-chave para entender como se transforma uma peça", afirma.

O tecido da aplicação deve ser mais encorpado, porque fica mais fácil na hora de recortar. "Eu, normalmente, encontro em brechós. Vejo uma roupa que não dá pra ser reaproveitada, mas que gosto do tecido, das cores e pronto", dá a dica. Se a roupa for de tecido fino como o "voil", é melhor não usar a cola, porque pode manchar. E, cuidado! Ela seca rápido.

E quem pensa que pra reciclar roupas tem que saber costurar, comemore! Letícia não sabe. "Você usa agulha e linha, de vez em quando, mas nada demais. E agora, eles inventaram um cola pra tecido que é demais! Nem costumo usar mais linhas, mas se você sabe costurar, melhor ainda.

A hora é agora

Escolha a peça que quiser. Neste caso, é uma camiseta amarela. Tenha uma tesoura, cola para tecido, retalhos, molde de papel com o formato que desejar.

Deixe por perto também fitas de cetim, de renda, linhas de crochê e outros retalhos. Não que será preciso usar, mas é sempre bom tê-los por perto no caso de um imprevisto.

1º passo 2º passo

1º passo - Coloque o molde de papel sobre o retalho que vai ser usado para customizar sua roupa. Faça um risco no tecido com lápis, caneta ou giz de costureiro.
2º passo - Recorte o tecido no formato que você desenhou. Se o tecido for mole, ele vai enrolar depois de cortado. Por isso, é melhor não usar malha, por exemplo.

3º passo 4º passo

3º passo - Veja como ficou o pano depois de cortado.
4º passo - Pegue a flor que acabou de recortar e sobreponha à blusa. Letícia percebeu que o tamanho da pétala não foi suficiente para tampar a letra que está estampada.

5º passo 6º passo

5º passo - Ela fez algumas tentativas com retalhos, até que teve a idéia de contornar as pétalas com renda. "Das dificuldades saem as melhores coisas, porque força a criatividade", diz.
7º passo - Decidido como vai ficar a customização, passe cola nas bordas da flor.

7º passo Resultado

6º passo - Cole a fita de renda nas bordas das pétalas.
Resultado - Veja como a "cara" da camiseta amarela mudou. Ao lado dela, uma blusa de outra cor, com aplicação de mesmo molde, só que em cor diferente.

A reciclagem também pode ser feita na parte de cima de sapatos (sola e salto é melhor pedir para sapateiro). Se for de tecido, você pode colar outros tecidos por cima, como a renda ou pintá-los. Se for de couro, existe uma tinta especial que é mais complicada de usar, mas não impossível.

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.