• Assinantes
  • Autenticação
  • Cultura

    Kika Tristão Voz, dança e teatro em diferentes nuances da artista

    Renata Cristina
    Repórter
    12/04/2007

    Salpicando gargalhadas, comentários e muita música, Kika Tristão mostra sua voz ao mundo. A juizforana é conhecida por suas dublagens em filmes da Disney e por dar vida a diversas trilhas sonoras que embalam as novelas brasileiras, entre elas, a música "Sol de Primavera", de "A Padroeira", do cantor Beto Guedes.

    Sua primeira participação em trilhas para folhetins aconteceu em "Dona Beija", da TV Manchete. Depois disso, vieram uma infinidade de trabalhos, como os especiais infantis da Rede Globo "Verde que te quero ver", de Edmundo Souto e Paulinho Tapajós, e "Tiradentes nosso herói".

    E quem não se lembra da voz cantarolando "Coca-cola emoção pra valer"? E também de "Uô ô ô rô, Rock in Rio"? É, Kika também participou destes sucessos publicitários da década de 1990. Mais tarde, gravou para o seriado "Agosto" e a novela "Quatro por Quatro", da Rede Globo.

    Na bagagem, a cantora guarda parcerias com mestres da música, fazendo back vocal e solos para Beth Carvalho e Tim Maia. Em sua lista, ainda há espaço para trabalhos com Djavan, Ivan Lins, Tom Jobim, Milton Nascimento e Sérgio Mendes. "Logo no início da carreira fiz back com Milton e participei da tournê Lilás, com Djavan, que hoje é meu grande amigo", diz Kika.

    História

    Depois de receber o prêmio de melhor intérprete no Festival de Cataguases, aos 16 anos, Kika ganhou uma "madrinha musical", nada mais, nada menos conhecida pelo nome de Sueli Costa. "Ela abriu meus caminhos para o Rio", relembra.

    Aos 19 anos, a jovem resolveu mudar-se de Juiz de Fora para a capital carioca e estudar canto com Pepê Castro Neves. Por lá, além de investir em música, fez dança e artes cênicas, transformando-se em uma artista multifuncional. Cursou teatro com Rubens Corrêa e Juliana Carneiro, no Centro de Artes de Laranjeiras e música com Lourdes Bastos.

    Logo no início da carreira como cantora, a intérprete foi descoberta por Wagner Tiso, com quem fez shows pelo Rio. Os contatos no meio artístico levaram-na em direção de Nivaldo Ornellas e Milton Nascimento. Em 1983, Kika foi convidada para integar o grupo Viva Voz.

    Jingles e dublagens

    Já na década de 90, a artista formou a banda vocal Be Happy, com os colegas Ana Zinger, Márcio Lott e Xico Pupo. O quarteto percorreu todo o país em diversas apresentações e fez campanhas publicitárias, como a trilha da Coca-Cola, Rock in Rio e Ford Verona, entre inúmeros outros jingles.

    Ainda com o grupo gravou um CD para o Japão, que embora tenha feito sucesso do outro lado do mundo, não emplacou nas gravadoras brazucas. "O trabalho vocal é muito apreciado pelos japoneses. Fomos descobertos em um show no Rio". Com o desaparecimento da banda, Kika investiu em trabalhos infantis e foi convidada para cantar durante o programa "Gente Inocente", da Globo.

    O primeiro disco da artista, "Estão voltando as flores", saiu em 1997, gravado em parceria com outras cantoras. No álbum, Kika interpreta clássicos, como "Chovendo na roseira" (Tom Jobim), "Rosa" (Pixinguinha) e a canção-título (Paulo Soledade).

    Para quem já fez "de tudo um pouco", a intérprete confessa que tem uma atração especial pelos trabalhos infantis. "É divertido e desafiador. Adoro fazer porque me exige muito vocalmente.", define. Talvez seja por esse motivo que seu currículo esteja recheado de sucessos, com a trilha sonora de "Aladim", "O Rei Leão", "Pocahontas", "A Pequena Sereia", "Hércules", "O Príncipe do Egito", "Toy Story" (Pixar) e "A espada Mágica".

    A dublagem de trilhas sonoras desperta a curiosidade dos fãs, que até criaram uma comunidade para Kika no Orkut. "Recebo a música em inglês, faço a adaptação para português e sou chamada para o teste. O público jovem adora", diz. Mais de 130 versões já foram gravadas pela artista, que teve o reconhecimento marcado pelos estúdios Disney em 1997, quando levou o prêmio de melhor intérprete, dando voz a personagem Mégara do desenho animado Hércules.

    Atualmente, a cantora se prepara para gravar uma canção em "Piratas do Caribe", além de produzir discos em parceria com Ricardo Leão e Mário Frias. Em Juiz de Fora, Kika pretende lançar um projeto musical para "a geração de quarentões que estão dentro de casa", como ela mesmo define. "Em conjunto com Mauro Continentino e outros músicos quero investir em um show bem gostoso, com um pouco de jazz e MPB".

    Na agenda da artista, ainda há tempo para pensar em projeto voltado para jovens músicos, com aulas de canto e interpretação. Haja fôlego para acompanhar as diferentes nuances de Kika!

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.