Saúde

Desfibrilador externo automático permite que leigos socorram pacientes em ataque cardíacoO equipamento reconhece a necessidade dos choques elétricos e dá as orientações de uso. Treinamento gratuito será ministrado no campus da UFJF

Clecius Campos
Repórter
10/11/2010

Dez minutos é o tempo limite para que uma pessoa em ataque cardíaco seja socorrida e tenha condição de sobreviver. A estimativa é apontada pelo chefe do serviço de cardiologia do Hospital Universitário (HU) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Hélio Lima de Brito, que afirma que a chance de morte de um paciente em taquicardia aumenta 10% a cada minuto de espera por atendimento. "Um paciente com arritmia cardíaca do tipo fibrilação ventricular tem dez minutos para ser atendido. Caso contrário, a chance de vida é quase nula." Segundo levantamento feito pelo médico, em 2006, a parada cardíaca era a principal causa de morte no município.

O pouco tempo para o socorro é a grande preocupação que motiva a classe médica a treinar leigos para o uso do desfibrilador externo automático (DEA). A facilidade em se operar o equipamento permite que pessoas com pouco contato com o aparelho sejam capazes de socorrer pacientes em ataque cardíaco. "O desfibrilador é totalmente automatizado. O leigo precisa saber apenas o básico para socorrer alguém. Os cabos têm eletrodos autoadesivos e basta colocá-los na posição correta, indicada no aparelho. Então, a máquina vai ler o ritmo dos batimentos cardíacos e dizer se é necessário o choque. O equipamento orienta ainda que as pessoas se afastem. É tudo muito simples." O vídeo acima, produzido pela Sociedade Brasileira de Arritmias Cardíacas (Sobrac), mostra como o aparelho funciona.

A Sobrac comemora nesta sexta-feira, 12 de novembro, o Dia Nacional de Prevenção das Arritmias Cardíacas e Morte Súbita. Em Juiz de Fora, os trabalhos do dia serão coordenados pelo HU, com atividades no campus universitário, das 8h às 12h, e no Parque Halfeld, das 8h às 13h. Nos locais, alunos da faculdade de medicina, médicos residentes e professores darão treinamento à população quanto ao uso do DEA. "Utilizaremos um manequim e um aparelho real para fazer as demonstrações. Além do uso do aparelho, serão ensinadas as técnicas de massagem cardíacas para reversão de taquicardia."

Segundo Brito, é essencial que pelo menos parte da população conheça os procedimentos básicos de socorro. "É importante para porteiros, vigias, pessoas que trabalham em locais com grande concentração de pessoas. O socorro precisa ser imediato. Não é sempre que se tem um médico por perto e, em casos de parada cardíaca, não há como esperar." Em Juiz de Fora, a Lei 11.825/2009 obriga a instalação de DEAs em locais públicos ou privados e de grande concentração de pessoas. A legislação menciona a necessidade de equipamentos em shopping centers, aeroportos, terminais rodoviários, praças e ginásios esportivos, cinemas, casas de espetáculos, clubes, academias de ginástica, bancos, supermercados, instituições de ensino superior e na Câmara Municipal. A realidade indica o contrário.

"Há DEAs apenas na Câmara, no HU e em uma clínica de cardiologia em um shopping da cidade. A lei não está sendo respeitada, mas também não há fiscalização. A população e o poder público têm que ter a consciência de quão importante é o equipamento. Ele pode salvar vidas." O instrumento legal determina que cabe ao órgão competente municipal supervisionar o cumprimento da lei no que tange à instalação e manutenção do aparelho. No entanto, não há regulamentação que indique qual seria esse órgão, o que impede a atuação de qualquer departamento fiscalizador e eventual aplicação de multa. A lei prevê multa de R$ 3 mil ao estabelecimento que descumprir a norma.

Programação do Dia Nacional em JF

Na UFJF

Horário:8h às 13h
Local: campus da UFJF, "Tenda personalizada" da Campanha, em frente à reitoria e próxima à pista de corrida
Programação: atividades educativas voltadas para a população leiga, incluindo o uso do desfibrilador externo automático (DEA)

Na Câmara Municipal de Juiz de Fora

Horário: 9h
Local: Tribuna Livre
Atividade: Palestra aberta para os leigos sobre "Arritmias Cardíacas e Morte Súbita: Como Prevenir"
Palestrante: Prof. Dr. Hélio Lima de Brito Jr.

No Parque Halfeld

Horário: 8h às 13h
Local: "Tenda personalizada" da Campanha, em frente à Câmara Municipal
Programação: atividades educativas voltadas para a população leiga, incluindo o uso do desfibrilador externo automático (DEA)

Os textos são revisados por Thaísa Hosken

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.