Frutas

Tentação de final de ano O pêssego, fruta da estação, lota barraquinhas e bancas de mercados de Juiz de Fora, às vesperas do Natal

Fernanda Leonel
Repórter
10/12/2005
Mais que bonito ele é nutritivo! O pêssego, essa deliciosa fruta da estação, possui grandes quantidades de vitamina A, C e D, além de ser rica em sais minerais. Possui fibras, que garantem o bom funcionamento do intestino e ainda uma menor quantidade de vitamina B5 que evita problemas de pele.

Se isso não bastasse aí vai uma boa notícia: o pêssego fresco é uma das frutas de menor valor calórico. Tem tamanho médio possui apenas 35 calorias.

É impossível andar pelas ruas do centro de Juiz de Fora e não encontrar muitas dessas frutas "pulando aos nossos olhos". Toda barraquinha ou banca de mercadinho está lotada do pêssego que possui safra de novembro à janeiro. José Antônio Gonçalves, vendedor de frutas da rua São João, diz que a fruta é sempre muito procurada, apesar do preço superior em comparação com outras.

O pessegueiro não é uma árvore de fácil cultivo no Brasil. Para ter um bom crescimento, ela precisa de temperaturas muito baixas, apesar de ser no verão a época que ele dá os frutos. Pela dificuldade de oferta por parte dos fornecedores, o preço da fruta acaba sendo mais alto.

Isso é verdade. O quilo de pêssego chega a custar R$ 2,50. Por isso é uma boa pedida aproveitar a estação para fazer receitas diferentes e deliciosas com a fruta que chega a ter o preço reduzido em 25%.


Suco de pêssego, bolo de pêssego, sorvete de pêssego, doce de pêssego. O sabor é tanto que não pára só na degustação da fruta. O pêssego é uma das frutas mais usadas para alimentos industrializados. Mas se o sabor se conserva, o valor das vitaminas não. Pêssegos enlatados e congelados contêm níveis mais baixos de vitaminas A e C e contêm mais calorias que os frescos.

Pêssego pelos séculos
O pêssego já é conhecido e cultivado no mundo desde 20 séculos antes de Cristo. Surgiu na China, e só chegou ao Brasil por volta de 1532, através de Martin Afonso de Souza com a chegada das primeiras expedições portuguesas.

O cultivo comercial só começou no Brasil em 1930. E atualmente, apesar do difícil cultivo, é possível destacar grandes culturas de pêssego nas regiões Sul e Centro Sul do país, principalmente Rio Grande do Sul e Paraná.

Receitas de dar água na boca

Nutritivo e versátil, o pêssego pode ser saboreado fresco, acrescentado a saladas de frutas ou cozido com carnes e aves. Aliás, pratos preparados com pêssego e carnes são muito valorizados pela alta culinária. Ele também pode ser assado, grelhado ou escaldado para fazer bolos, tortas e outras sobremesas, como pêssegos em calda. A culinarista, Alexandra Albino, tem uma sugestão. Um Pavê de Pêssego de dar água na boca. A receita é fácil, prática e barata.



Ingredientes:

  • ½ litro de leite
  • ½ lata de creme de leite
  • ½ lata de leite condensado
  • 1 gema
  • 4 gotas de essência de baunilha
  • ½ colher de sopa de manteiga
  • ¼ de xícara de leite
  • 1 colher e ½ de sopa de amido de milho
  • 1 pacote de biscoito champagne
  • 1 lata de pêssego em calda

    Modo de Preparo: Coloque o leite, o amido de milho, o leite condensado, o creme de leite, a gema e as gotinhas de baunilha no liquidificador. Bata!
    Depois leve ao fogo o leite e a manteiga até ferver. Após a fervura, misture o que está no liquidificador e deixe no fogo até engrossar. Quando estiver no ponto, pingue a essência de baunilha. Está pronto o creme.
    Molhe o biscoito no soro do creme de leite. Pique o pêssego em calda em pedacinhos. Pronto! Agora é só montar em forma colocando uma camada de creme, uma de biscoito e uma de pêssego quantas vezes você quiser. Decore a parte superior à gosto

  • Acesse as receitas do Só Sabor!
    Clique aqui e cadastre suas receitas.

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.