Mulher

Artigo
Dicas para deixar
suas pernas maravilhosas

28/08/2001

Na busca da beleza das pernas, é importante:
  • Moldar a musculatura com atividade física. Por trás de uma manequim famosa existe mais de duas horas por dia de corrida e ginástica. Não precisamos chegar a tanto!

  • Remoção de pelos de toda a perna com laser, especialmente, da virilha, tornando a pele da perna mais sedosa e uniforme. O avanço tecnológico incorporou, nos modernos aparelhos, congelamento da pele com spray antes do flash de laser. Este proporciona anestesia e permite usar mais energia de laser e consequentemente uma maior redução de pelos.

  • Remoção das varizes com cirurgia ou esclerose feitas por um angiologista, e o uso de laser em microvarizes. Um dos problemas mais comuns em mulheres são as microvarizes ou vasinhos nas pernas. Geralmente acompanhados de sensação de peso na perna, as microvarizes levam a paciente a procurar um tratamento efetivo, principalmente, por seu aspecto inestético. São causadas por dificuldade de retorno do sangue.


Origem do problema
As varizes começaram quando na evolução humana o homem se tornou ereto, deixando de se apoiar nas quatro pernas. Ao se apoiar somente em dois pontos (pernas), o retorno venoso ficou prejudicado. A mesma explicação se dá aos frequentes problemas de coluna atuais, já que o apoio ideal do esqueleto humano seria em quatro pontos.

Os locais de maior incidência das varizes são os membros inferiores, onde se inicia a dificuldade do sistema venoso em drenar o sangue, tão distante do coração e que sofrem mais os efeitos da força da gravidade natural. Podem aparecer também na face, onde a convencional esclerose com produtos químicos é contra-indicada, porque a drenagem venosa da face desemboca próximo ao nariz, dentro da calota coronariana. Nestes casos, realmente o melhor tratamento é o uso do laser.

Nos homens, em geral, as varizes são causadas por fatores hereditários, musculação excessiva e profissões em que se trabalha muito em pé ou sentado. Essas pessoas sedentárias devem movimentar com frequência a panturrilha (batata da perna), que é considerada o coração periférico. Ao movimentá-la, o sangue é aspirado mais facilmente, prevenindo varizes.

É fundamental que os pacientes consultem um angiologista, para que se possa fazer o diagnóstico e excluir patologias como insuficiência ou obstrução venosa profunda, insuficiência das veias perfurantes, insuficiência venosa superficial, hipertensão arterial, fístulas arteriovenosas, ou disfunçao neuromuscular, principalmente, da panturrilha.

Tratamento
O ideal é a prevenção, evitando-se excesso de peso. Pessoas que trabalham muito em pé ou sentadas devem mexer a panturrilha periodicamente e quando possível elevar os pés das camas.

As meias elásticas são excelentes preventivos, desde que seja colocada com o paciente deitado, com as pernas elevadas acima do coração, justamente para esvaziá-la de sangue. É discutido o uso de castanha da índia para fortalecer os vasos, mas alguns pacientes relatam bons resultados.

O paciente deve procurar um angiologista para verificar se não existe alguma má-formação que possa ser retirada cirurgicamente. A esclerose dos vasos maiores com glicose hipertônica ou ethamolim é ainda o melhor e mais barato tratamento.

Quando as microvarizes são muito pequenas e as veias nutridoras já foram tratadas apropriadamente pelo angiologista, o laser vascular é a grande arma no tratamento destes vasinhos inestéticos!

Perguntas e respostas sobre o uso do
laser na eliminação das microvarizes

Já é viavel o uso do laser em microvarizes do ponto de visto tecnológico, preço e disponibilidade de equipamentos?
Sim.

Como funciona?
Lasers são luzes puras que diferem uns dos outros por possuírem diferentes comprimentos de onda. Para ficar mais fácil o raciocínio, podemos comparar a luz com as ondas de rádio. Cada estação emite em um comprimento de onda diferente. Os lasers que atuam em vasos sanguíneos são programados para atravessar a pele e só destruir o que encontrar de cor vermelha ou azul. O que há de mais moderno para proteção da pele antes do flash de luz do laser é o congelamento prévio dela com spray de gás de congelamento.

O laser substitui a esclerose com injeção? Em que tipo de microvarizes está indicado o laser?
Não, laser e eclerose são métodos complementares. Com a agulha não se consegue atingir os pequenos vasos que o laser consegue. É indicado principalmente quando paciente tem muitos vasinhos finos descontínuos, pacientes que pioraram após a esclerose, muito sensíveis a dor, já que o processo dói menos que com a agulha. Por outro lado, ainda é vantajoso destruir os vasos mais calibrosos com agulha (esclerose), por ser este um método barato e eficaz para os vasos calibrosos. Com os vasos menores e superficiais o ideal é o laser.

Quanto custa ?
Apenas um pouco mais caro que uma sessão de esclerose.

É suportável ?
Perfeitamente, dói menos que uma agulhada.


Cristina Mansur
é dermatologista, professora e chefe
da disciplina de Cosmiatria do Serviço
de Pós-Graduaçao em Dermatologia da UFJF.
Saiba mais clicando aqui.

Sobre quais temas (da área de dermatologia) você quer ler novos artigos nesta seção? A médica Cristina Mansur aguarda suas sugestões no e-mail mansur@jfservice.com.br

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.