• Assinantes
  • Zona Pink

    Miss Brasil Gay 2008 traz novidades A organização do Miss decidiu que o novo local vai ser no Cine-Theatro Central

    Daniele Gruppi
    Repórter
    10/04/2008

    No dia 19 de agosto de 2007, a Miss Brasil Gay 2007 foi a representante do estado do Espírito Santo, Ianka Ashylen, que recebeu a coroa e a faixa no Clube Tupynambás.

    Em 2008, o local foi mudado. Mas a mudança não significa que o evento vai sair de Juiz de Fora, como aconteceu em 2004, quando o coordenador e idealizador do Miss, Chiquinho Motta, levou o Miss Brasil Gay para o Rio de Janeiro, como uma forma de protesto à falta de incentivo que sentia em Juiz de Fora.

    Sob a coordenação geral do cabeleireiro Chiquinho, juntamente com a administração do evento: Mirelle Motta (departamento financeiro), Marcelo do Carmo (consultoria administrativa) e André Pavam direção artística), assessorados pelos vários profissionais, ficou decidido que o concurso vai ser realizado no Cine-Theatro Central.

    A 32ª edição do concurso vai ser no sábado, dia 16 de agosto. A organização promete que a festa vai ser mais ágil, acontecendo, no máximo, em três horas, com tapete vermelho, arquibancadas externas e projeção para a área externa.

    Segundo André Pavam, este ano não vai ter um tema específico. Os shows vão remeter aos tempos do teatro em que as divas eras cultuadas. A organização do evento promete a presença de um artista de renome nacional da cena gay brasileira. Entretanto, ainda não foram revelados nomes. "Estamos formatando o evento, não vimos esta questão ainda".

    A proposta é ocupar os 1851 lugares do Cine-Theatro Central que, de acordo com a organização, é um espaço suficiente se comparado ao Tupynambás. A divisão dos lugares vai ser da seguinte forma: 20 camarotes, com seis lugares cada, totalizando 120 lugares; a Platéia A possui 572 lugares; a Platéia B tem 660 lugares; o Balcão, que fica no 2º piso, possui 269 lugares; e a galeria, 210 lugares. O público-alvo é composto por homossexuais, mas também com grande percentual de heterossexuais.

    "A mudança de local vai ser bem-vinda. Pode inicialmente assustar, mas vamos ter mais estrutura de som e luz, além oferecer um lugar mais confortável para o publico. É preciso também se falar em custos, pois montar um teatro em um ginásio é complcado e agora que já estaremos num teatro. Vai ser mais tranquilo. A festa vai ser mais curta. Um espetáculo de duas horas e meia mais ou menos".

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.