• Assinantes
  • Autenticação
  • Cidade
    Sexta-feira, 26 de janeiro de 2018, atualizada às 15h38

    Homem é preso por lucrar com prostituição de mulheres e adolescentes em Juiz de Fora

    Da redação

    Um homem, de 59 anos, foi preso durante operação “Codinome” deflagrada pela Polícia Civil na última quinta-feira, 25 de janeiro, em Juiz de Fora. A ação tinha como finalidade combater a exploração sexual contra crianças, adolescentes e mulheres, casas de prostituição e falsificação de documento público. Durante a operação, quatro mandados de busca e apreensão foram cumpridos em endereços diferentes. O suspeito foi preso em um estacionamento de sua propriedade. A polícia também apreendeu aproximadamente R$ 8 mil, diversos aparelhos celulares, o computador do investigado, além de preservativos e cadernos de anotações.

    Conforme a delegada Ângela Fellet, responsável pela apuração na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher, investigações apontam que o suspeito atuava como "cafetão", explorando essas pessoas e fornecendo documentos falsos para que crianças e adolescentes se apresentassem como maiores de idade. O homem utilizava um apartamento no centro da cidade para a prática de prostituição.

    Segundo a delegada, o preso é suspeito também do crime de rufianismo -  lucro através da exploração de prostituição alheia. “Está no artigo 230 do Código Penal, tem a pena de um a quatro anos de reclusão. Ele teria participado diretamente dos lucros advindos da prostituição de outras pessoas. Essa pena aumenta de três a seis anos quando a exploração envolve menor de idade, como no caso”, explicou, complementando que uma adolescente e garotas de programa estiveram na delegacia e confessaram que eram gerenciadas por ele.

    Ainda segundo Ângela, ele vai responder também por corrupção de menores por induzir a adolescente a falsificar documento de identidade.  Ele foi conduzido ao Sistema Prisional.

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.