Quarta-feira, 12 de setembro de 2018, atualizada às 7h30

Laudo aponta que advogado Simeão Cruz teve morte natural

Da redação

O aposentado Simeão Cruz, apontado como vítima de um possível estelionato, teve morte natural, segundo o laudo da exumação do corpo, divulgado nessa terça-feira, 11 de setembro. O advogado morreu no dia 13 de maio e foi sepultado sem que a família fosse informada.

Segundo a Polícia Civil, as investigações continuam e apontam contradições no relato do cuidador, Carlos César Viana e da jornalista, Denise Zaghetto, presos em agosto. O inquérito deve ser concluído ainda este mês. O advogado da jornalista, Ulisses Sanches, afirma que o resultado comprova a inocência de Denise e que vai pedir, novamente, a soltura dela. "Houve um pré julgamento da Denise e até uma pré condenação. Estamos trabalhando para que haja uma revogação preventiva, uma vez que a prisão foi totalmente descabida e ilegal".

A defesa de Carlos César Viana não se pronunciou.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.