• Assinantes
  • Autenticação
  • Cidade
    Quarta-feira, 2 de setembro de 2020, atualizada às 17h57

    Edifício interditado na Rio Branco volta a ser evacuado depois de novo estalo na estrutura

    Da redação

    O prédio de seis andares da Avenida Rio Branco, interditado no último domingo, 30 de agosto, após ameaça de desabamento, voltou a ser evacuado nesta quarta-feira, 2 de setembro, em Juiz de Fora. Os operários que tinham iniciado obra de reforço no pilar foram retirados do local depois ouvirem um estalo no prédio. A situação será avaliada pela equipe técnica responsável.

    Segundo informações do Corpo de Bombeiros, por volta das 12h, os funcionários ouviram o barulho e o engenheiro determinou a suspensão das obras. Neste momento, a equipe estava conduzindo alguns moradores às suas residências para pegarem objetos essenciais, também interrompidas de imediato.

    A Defesa Civil informa que, visualmente, não foi constatada alteração e que uma nova vistoria está agendada para quinta, 3, quando a equipe de topografia realizará medições para verificar se está havendo algum tipo de movimentação. Caso seja verificada estabilidade, as obras serão retomadas. "Por enquanto, o cronograma não sofre alteração, mantendo o prazo de 15 dias para finalização, caso não haja outro problema".

    O edifício de 20 apartamentos, localizado entre os bairros Cruzeiro do Sul e Santa Luzia, foi totalmente esvaziado na segunda-feira (31). Casas vizinhas ao prédio também foram interditadas. Ao todo, 25 imóveis foram interditados, além de outros preventivamente desocupados, totalizando 46 famílias desalojadas, que estão em casas de parentes e amigos.


    Conheça nossos planos e serviços

    (32) 2101-2000

    A melhor internet está aqui!

    Conteúdo Recomendado

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.