Sgunda-feira, 02 de março de 2009, atualizada às 15h

Diretor juizforano recebe prêmio em festival no Japão



Daniele Gruppi
Repórter

Urbe, dirigido por Marcos Pimentel, foi premiado no Tokyo Video Festival, como o melhor documentário internacional na categoria select work. Trata-se de uma obra que retrata a preocupação com o ritmo cada vez mais acelerado das cidades em função da tecnologia.

O curta-metragem é o 20º trabalho em audiovisual de Pimentel, que contabiliza participação em mais de 200 festivais e cerca de 60 prêmios. "O meio que encontrei para me expressar é produzindo filmes, faço sem pensar em premiação. Quando ganho um festival, significa que mais pessoas vão ter a chance de assisti-los."

Segundo o diretor, o Tokyo Video Festival é o maior festival do Japão e recebe inscrições de produções de vários países. "De lá surgem vários convites, alcançamos mais visibilidade." Em 2008, Pimentel recebeu o prêmio Excellence Award, o principal do festival, com o filme Nada com ninguém.

Para ele, a conquista do título de melhor documentário internacional na categoria select work com o Urbe é gratificante por ser uma produção local. "Foi filmado em Juiz de Fora, com uma equipe da cidade e levou o prêmio. Demonstra que temos que nos mobilizar e fazer as ideias circularem."

Urbe faz parte de uma trilogia que aborda as experiências urbanas contemporâneas. Pimentel ainda pretende lançar Pólis e Taba. A previsão é de que os dois fiquem prontos este ano. Apesar de Urbe já ter sido lançado, Pimentel pretende fazer um evento e exibir os três curtas.

Pimentel aguarda o resultado do Festival La Fila de curta-metragem de Valladolid, no qual concorre com Arquitetura do Corpo. A premiação será no dia 7 de março.

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.

Arquivo

Ver mais...