• Assinantes
  • Autenticação
  • Direitos Humanos

    Protesto contra o Papa Bento XVI Em Juiz de Fora, o MGM organiza os manifestantes que vão estar
    de preto e com velas acesas no dia da chegada de Bento XVI ao Brasil


    Thiago Werneck
    Colaboração*
    04/05/2007

    Nem só com festas e missas será marcada a visita do Papa Bento XVI ao Brasil. O Movimento Gay de Minas (MGM) e Ong's de todo país preparam um protesto conjunto contra as atitudes de Bento XVI em relação aos homossexuais. Atos vão acontecer em todo o país. Em Juiz de Fora, os manifestantes vão estar todos de preto com uma vela acesa, protestando na quarta-feira, dia 09 de maio, saindo do Cine Palace (Rua Halfeld, 581) em direção ao Cine-Theatro Central (Praça João Pessoa, s/n), às 18h.

    Segundo o diretor do MGM, Marcos Trajano (foto ao lado), o Papa é contra união civil de pessoas do mesmo sexo e repudia uso de camisinha antes do casamento. Além disso, ele acrescenta que uma carta enviada pelo Papa aos parlamentares brasileiros incentivou ainda mais a realização do ato. "Ele pediu que deputados e senadores votassem contra as leis que garantem a união civil homossexual e contra a que torna crime a homofobia. Ele desrespeitou a soberania do estado e só incentiva a violência física e psicológica contra os homossexuais", explica Trajano.

    A expectativa é de reunir cerca de 60 pessoas no Calçadão da Rua Halfeld para lerem documentos, apresentarem faixas para conscientizar a população sobre essas questões. Trajano acredita que enquanto isso não mudar, a violência contra o homessexual vai continuar. "Um líder como o Papa não pode condenar a homossexualidade como um pecado. É isso que Bento XVI faz hoje. A cada dia ele contribui mais para homofobia", completa.

    *Thiago Werneck é estudante de Jornalismo da Universidade Federal de Juiz de Fora

    O melhor provedor de internet de
    Juiz de Fora

    ACESSA.com

    Banda larga na sua casa a partir de R$29,90

    Conheça nossos planos

    (32) 2101-2000

    Envie Sua Notícia

    Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

    +55 32 99915-7720

    Comentários

    Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.