Terça-feira-feira, 31 de março, atualizada às 18h

Professores da rede municipal de ensino fazem paralisação por campanha salarial


Guilherme Arêas
Repórter

Os professores da rede municipal de ensino fazem uma paralisação nesta quarta-feira, 1º de abril, para discutir a campanha salarial de 2009, em assembleia. Os profissionais querem a equiparação salarial dos professores juizforanos ao piso nacional de R$ 950, estabelecido por lei. Com o cumprimento da legislação, que garante reajustes retroativos a janeiro de 2008, o piso dos professores deveria ser de aproximadamente de R$ 1.150.

Apesar de o salário dos professores municipais ser reajustado anualmente pela inflação, o coordenador geral do Sinpro, vereador Betão (PT), garante que os professores acumulam perdas salariais de 29% ao longo dos últimos anos. Porém, o valor do reajuste que fará parte da campanha salarial só será definido na assembleia desta quarta.

"Feita a assembleia, fechamos a pauta e iniciamos o processo de negociação com a Prefeitura", explica Betão. Também devem fazer parte da pauta de reivindicações o reajuste no valor da Ajuda de Custo para Valorização do Magistério (ACVM), a liberação dos professores para cursos de pós-graduação, a criação de um quadro de carreira para as secretárias escolares e a redução da jornada e trabalho.

Em Juiz de Fora há quatro mil trabalhadores diretos da educação municipal, sendo que cerca de 2.500 são professores.

Os textos são revisados por Madalena Fernandes

Conteúdo Recomendado

Comentários

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.